Conheça 4 investimentos que ganham da inflação

investimentos que ganham da inflação

Se tem uma palavra que está todos os dias no noticiário econômico, essa palavra é inflação. A maioria das pessoas morre de medo desse “monstro”, mas a verdade é que existem vários investimentos que ganham da inflação e que podem fazer com que você ganhe mais dinheiro. É isso que vou te mostrar no post de hoje!

investimentos que ganham da inflação

O que é inflação?

Em poucas palavras, inflação é o aumento geral de preços. Sabe quando você percebe que aumentou o preço do feijão no supermercado? Então! É a inflação agindo para aumentar o preço dos produtos e diminuir o poder de compra do consumidor.

O termo inflação é o conceito e não a taxa. O indicador oficial do governo brasileiro que mede a inflação é o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e é publicado pelo IBGE mensalmente.

Mas é importante saber que também existem outros índices que medem a inflação no país como o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado) que é publicado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

A maioria das pessoas vê a inflação como algo negativo que corrói o dinheiro, mas a verdade é que um país com uma economia equilibrada necessita de uma inflação controlada. Uma taxa muito alta pode trazer problemas, porém uma taxa negativa (deflação) também traz muitos problemas.

Se o seu poder de compra está diminuindo todos os dias, é preciso correr atrás do prejuízo né? Um bom investidor saber que o mínimo que se espera de um investimento é que ele esteja acima da inflação. Dessa forma, o seu dinheiro estará sempre crescendo.

Você sabia que a poupança, que é tão queridinha pelos brasileiros, pode ficar abaixo da inflação? Já houve períodos em que a rentabilidade da poupança era tão baixa que ficava abaixo da inflação, ou seja, as pessoas estavam perdendo dinheiro.

É por isso que muitos especialistas, inclusive nós do Yubb, dizem que a poupança não é investimento. O mínimo de um investimento é se equiparar ou se manter acima da inflação. Se a poupança pode ficar abaixo, você só está guardando dinheiro e não investindo.

Mas como garantir que o seu investimento estará sempre acima da inflação? Por isso é importante fazer as escolhas certas! Existem algumas aplicações que usam a inflação a seu favor e fazem com que você ganhe mais dinheiro.

Chega de ter medo do supermercado! Vem conhecer 4 investimentos que ganham da inflação e vão fazer o seu dinheiro render mais =)

1. Tesouro Direto

O Tesouro Direto é o programa de investimentos do Tesouro Nacional, ou seja, do governo federal. Para comprar um título público do Tesouro, é necessário ter conta aberta em uma corretora de valores e existem opções a partir de R$ 30,00!

Como são garantidos pelo próprio governo, é um destino muito seguro para o seu dinheiro. É praticamente impossível que o Tesouro Nacional dê “um calote” nos investidores já que é a entidade do país que tem mais dinheiro – é a entidade que imprime papel-moeda. É por isso que os títulos do Tesouro Direto são os investimentos mais seguros do Brasil.

Existem cinco títulos: Tesouro IPCA+, Tesouro IPCA+ com juros semestrais, Tesouro Prefixado, Tesouro Prefixado com juros semestrais e Tesouro SELIC. Como estamos falando sobre inflação, vou focar no Tesouro IPCA.

O Tesouro IPCA é um título pós-fixado indexado ao IPCA, ou seja, a rentabilidade do seu investimento está atrelada ao índice oficial que mede a inflação no Brasil. Ao investir nesse produto, você vai receber uma taxa definida no momento do investimento + a variação IPCA do período. No Tesouro IPCA com juros semestrais acontece exatamente a mesma coisa, mas, ao invés de receber todo o rendimento no vencimento, você recebe de seis em seis meses.

Em ambos os casos, isso significa que o seu rendimento SEMPRE estará acima da taxa de inflação!

2. LC

Os investimentos em renda fixa privada podem ser uma ótima oportunidade de se manter acima da inflação. A LC (Letra de Câmbio) é uma aplicação emitida por financeiras – que são instituições menores que os bancos – e que é possível investir a partir de R$ 1.000,00.

É uma opção muito segura já que conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Se a instituição financeira quebrar, o investidor recebe o dinheiro de volta. Isso, é claro, se estiver dentro das regras do FGC: investimentos de até R$ 250.000,00 por grupo financeiro e R$ 1 milhão por CPF.

As LCs estão ganhando destaque neste post porque existem diversas financeiras que oferecem títulos atrelados ao IGP-M. Por mais que não seja o índice oficial da inflação no Brasil, é uma ótima possibilidade para quem quer ganhar mais.

Além disso, mesmo as LCs que são indexadas ao CDI também costumam se manter acima da inflação já que as financeiras, por serem instituições menores, oferecem altas rentabilidades ao investidor.

3. LCI e LCA

Dois títulos que também se encaixam no grupo de renda fixa privada são as LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e as LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio). Elas são boas opções para ficar acima da inflação já que são isentas da cobrança de Imposto de Renda e é possível investir a partir de R$ 1.000,00.

São investimentos emitidos por bancos e, assim como a LC, também contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Como não há a incidência do Imposto de Renda, as LCIs e LCAs costumam ter uma rentabilidade líquida alta quando comparadas a outros títulos.

Do ponto de vista do investidor, LCI e LCA são dois investimentos iguais. A única diferença é do ponto de vista do banco: a captação de uma LCI vai para o setor imobiliário e de uma LCA vai para o setor do agronegócio.

Para ficar acima da inflação, existem LCIs e LCAs que têm a sua rentabilidade atrelada ao IPCA ou ao IGP-M, mas não são tão fáceis de encontrar. A maioria das aplicações são indexadas ao CDI (uma taxa bem próxima à SELIC), mas não há problema! Com uma pequena projeção, você descobre se o seu rendimento estará acima da inflação.

Spoiler: como a rentabilidade é alta, as LCIs e LCAs normalmente estão acima da inflação! \o/

4. Fundos de investimento

Já ouviu falar nos fundos de investimento? Eles são um serviço de investimento em que o investidor (cotista) deixa o seu dinheiro no fundo e é o gestor daquele fundo que vai alocar o valor em diversos ativos a fim de buscar a maior rentabilidade para todos.

Existem diversos tipos de fundos e dá para investir com a partir de R$ 100,00. O ponto positivo é que é um especialista que vai cuidar do seu dinheiro, mas o ponto negativo é que esse investimento não tem nenhuma garantia, ou seja, é mais arriscado.

Para ficar acima da inflação, existem os fundos de inflação. Nesse caso, o dinheiro dos cotistas vai, principalmente, para os títulos públicos Tesouro IPCA com o objetivo de sempre superar o índice oficial da inflação do Brasil (IPCA).

Mas, na prática, a rentabilidade desses fundos é muito baixa. É possível encontrar outros fundos de investimento que também se mantêm acima da inflação e que rendem muito mais.

Os fundos DI e os fundos de renda fixa, por exemplo, podem ser uma opção segura para se manter acima da inflação. Para quem busca mais risco, existem os fundos multimercado que podem aumentar o seu poder de compra.

Basta escolher o fundo de investimento que te interessa, analisar a rentabilidade histórica e projetar se está acima da inflação. Sempre lembrando que rentabilidade histórica não é garantia de rentabilidade futura 😉

Dica: fique atento às taxas cobradas! Se forem fundos simples (como DI, renda fixa ou de inflação), não faz sentido que o fundo cobre uma taxa alta.

Conhecia esses quatro investimentos que ganham da inflação? Se tiver qualquer dúvida ou comentário, deixe aqui embaixo! =)