Carteira recomendada vale a pena para investir em ações?

300

Ao entrar na plataforma da sua corretora, você já deve ter se deparado com uma carteira recomendada. É uma ferramenta criada pelos analistas que recomenda a compra de ações em determinado período.

Quem cria essa carteira é o analista CNPI, que é o profissional que tem a certificação da CVM para fazer recomendações de investimentos. Essas recomendações podem ser diárias, semanais ou mensais.

No caso de uma carteira recomendada, é criado um “combo” de ações para o investidor comprar naquele mês.

É importante dizer que o analista indica as ações, mas não administra os ativos. Ou seja, é o investidor que deve comprar as ações diretamente no home broker e apenas seguir as sugestões da carteira recomendada.

É por isso que ela é chamada de “carteira teórica” – porque existe apenas na teoria. Na realidade, a rentabilidade dessa carteira representa uma suposição: “Se você tivesse investido nessas ações, teria X% de rentabilidade no último mês”.

Nos últimos meses, a modalmais, uma das maiores corretoras do Brasil, teve a melhor performance de carteira recomendada do país.

O analista Leandro Martins, analista CNPI pleno da modalmais, é quem faz as recomendações na carteira e leva em conta um filtro fundamentalista + análisa macroeconômica do mercado + timing da análise gráfica.

Foi com o Leandro que o Yubb esteve para bater um papo sobre as carteiras recomendadas das corretoras. Quer ver? Dá o PLAY!

Gostou do conteúdo? Então não esqueça de se inscrever no canal do Yubb no YouTube e ativar as notificações para não perder os novos vídeos.


Depois de tudo que falamos sobre o assunto, qual é a sua opinião? Vale a pena investir através da carteira recomendada da sua corretora? Comente aqui embaixo! 😉