Como começar a investir em criptomoedas

220

Aqui no canal, a gente já perdeu a conta de quantas vezes ouvimos perguntas como: “como eu começo a investir em bitcoin?”. Ou: “quanto eu preciso ter de bitcoin na carteira?”. Ou ainda: “por onde começar a investir em criptomoedas?”

É por isso que, hoje, o Bernardo preparou esse conteúdo com as dicas iniciais para você começar a fazer os seus primeiros investimentos em bitcoin e em outras criptomoedas. Lembrando que essas dicas também servem para você que já investe, mas tem dúvidas e quer conferir se tem feito tudo certinho mesmo. Por isso, continue a leitura e confira a seguir!

Afinal, como começar a investir em criptomoedas?

Para você começar a investir em criptomoedas, é preciso que considere cinco pontos de grande importância. Saiba quais são eles:

1 – Determine muito bem o seu horizonte de tempo

A primeira coisa que você precisa definir é quanto tempo está disposto a ficar com o investimento. No caso de criptomoedas, esse período não pode ser menor do que quatro anos.

Historicamente, quando olhamos para o bitcoin, temos três anos de valorização e um ano de correção do preço do ativo. Digamos que você entre no pior momento, ou seja, no pico da valorização. Nesse caso, considerando a série histórica, quatro anos depois você teria recuperado o seu investimento e ainda valorizado mais o dinheiro investido.

2 – Invista em criptomoedas somente o valor que você pode perder

Isso não significa que você vá investir esperando perder todo o seu dinheiro, certo? Mas quando você está preparado para uma perda total, isso lhe dá forças para superar aqueles momentos de stress extremo, quando os ativos chegam a cair mais de 50% aparentemente sem razões conhecidas (e isso é muito comum no mundo cripto), não entrará em desespero.

3 – Invista, no máximo, 5% do seu dinheiro

Essa dica vale para todo investimento de risco, e não só para as criptomoedas. Mesmo que você tenha um perfil mais arrojado, considere aumentar esse percentual somente quando for bem mais experiente. Isso evitará possíveis prejuízos e muita dor de cabeça no futuro.

4 – Escolha muito bem a sua corretora

Investir com corretoras de renome e experiente é fundamental para que você não caia em golpes financeiros, muito frequentes nas criptomoedas.

E não é difícil obter informações das exchanges que operam no país. Sites como o Reclame Aqui, por exemplo, são algumas das fontes que você pode utilizar para saber a opinião dos clientes sobre os serviços e seriedade das corretoras. Portanto, pesquise bastante antes de começar a operar.

5 – Guarde as criptomoedas com você

Ao comprar as criptomoedas, o ideal é que você não as deixe na corretora. Ou seja, transfira-as para a sua própria carteira.

Aqui no Yubb, nós já falamos sobre formas de guardar as criptomoedas. Dê uma olhada no link abaixo.

Esse foi só um resumo do passo a passo que o Bernardo preparou para você começar a investir em criptomoedas. Para mais detalhes, clique no link abaixo e assista o vídeo na íntegra!

Gostou do vídeo, Yubber? Acompanhe nossas redes e fique por dentro dos principais assuntos sobre o mercado financeiro! 

Instagram: @yubbinvestimentos / Twitter: @yubb_invest / Youtube: Yubb / Telegram > Clique aqui para entrar no grupo