Como dividir investimentos para curto, médio e longo prazo

0
287
saiba como dividir investimentos

Na hora de criar uma carteira de investimentos, não adianta escolher vários produtos com prazos parecidos. Um bom portfólio é aquele que reúne aplicações em curto, médio e longo prazo para realizar diferentes objetivos ao longo da vida financeira. Mas a pergunta que não quer calar é: como dividir investimentos para criar esse portfólio?

No post de hoje, vou te mostrar as melhores opções de curto, médio e longo prazo para que você possa criar uma carteira bem completa e, é claro, te mostrar como dividir investimentos de forma que todos esses prazos sejam contemplados para que você consiga realizar TODOS os seus sonhos =)

saiba como dividir investimentos

Curto prazo

Ao pensar em investimentos, muitas pessoas já pensam em grandes objetivos como comprar um imóvel ou se aposentar. Mas a verdade é que existem aplicações para todos os tipos de bolsos e prazos! Se você quer comprar um novo celular dali a 4 meses, também existe opção para você investir.

Nas finanças, curto prazo é um período de, no máximo 2 anos. Em bancos e corretoras, é possível encontrar bons investimentos com prazo de 30 dias! E também existem CDBs e títulos públicos com liquidez diária, ou seja, em que você pode retirar o dinheiro investido a qualquer momento.

Não é porque seu objetivo é de curto prazo que você deve deixar o dinheiro guardado embaixo do colchão. Os investimentos estão aí para te ajudar! Como você vai precisar do dinheiro em pouco tempo, não pode correr o risco de perdê-lo, né? Portanto, para curto prazo, é melhor investir em aplicações bem conservadoras (às vezes até com liquidez diária).

Algumas opções para você investir:

  • Tesouro SELIC: é o único título do Tesouro Direto em que você não perde dinheiro caso resgate antes do prazo final. Como é garantido pelo próprio governo, é o investimento mais seguro do Brasil.
  • CDB: existem CDBs com liquidez diária e também com prazos bem curtos. Unem segurança e rentabilidade já que são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).
  • LCI e LCA: as LCIs e LCAs não têm liquidez diária, mas é possível encontrar opções com prazos de até 2 anos. Como não são tributadas pelo Imposto de Renda, costumam ter uma ótima rentabilidade.

Médio prazo

Como o nome já diz, o médio prazo está bem no meio. Não é algo tão perto, mas não é tão longe. Em finanças, o período de 2 a 5 anos é considerado médio prazo. Alguns investidores “ignoram” essa categoria, mas isso é um erro. Também é importante definir os seus objetivos de médio prazo.

Se você quer fazer uma festa de casamento dali a quatro anos, por exemplo, é médio prazo. Se você pensa em fazer um intercâmbio dali a 2 anos, é médio prazo. São objetivos grandes, planejados, mas que precisam ser realizados nos próximos anos.

Nos investimentos, isso significa que você precisa, sim, de segurança, mas também pode arriscar um pouco. Por mais que você precise do dinheiro daqui alguns anos (segurança), não é algo de curtíssimo prazo, então vale a pena aceitar alguns riscos para ganhar mais dinheiro.

Algumas opções para você investir:

  • LCI e LCA: existem diversas opções de LCIs e LCAs com prazo de vencimento entre 2 e 5 anos. Como já disse ali em cima, elas não são tributadas pelo Imposto de Renda, então costumam ter uma boa rentabilidade.
  • RDB e LC: os investimentos das financeiras (RDB e LC) são menos conhecidos, mas muito rentáveis. Também são garantidos pelo FGC e os prazos encontrados são, na maioria das vezes, entre 3 e 5 anos.
  • Fundos de investimento: os fundos são ótimas opções para quem quer arriscar um pouco. Existem diversas opções de fundos que podem ter o prazo que você precisa (ou até mesmo liquidez diária) e que rendem muito. Dica: fique esperto para não pagar taxas muito altas!

Longo prazo

Ouso dizer que o longo prazo é o período mais importante na vida financeira de alguém. É nesse caso que você vai pensar em objetivos para mais de 5 anos. Comprar um imóvel dali a 10 anos, pagar a faculdade dos filhos dali a 20 anos ou, o mais famoso de todos, se aposentar com tranquilidade dali a 30 anos.

Eu sei que parece complicado juntar dinheiro e investir para um objetivo que está tão longe, mas é essencial ter esse planejamento. Se você se apega em objetivos de curto e médio prazo, nunca terá a quantia necessária para se aposentar tranquilamente.

O sonho de muitas pessoas é “viver de renda”, ou seja, parar de trabalhar e viver só do patrimônio adquirido. Isso só é possível com grande planejamento e bons investimentos para longo prazo.

Como é um prazo que está longe, você deve priorizar a sua rentabilidade e isso significa que os investimentos podem ser mais arriscados. Dessa forma, caso você tenha alguma perda, ainda tem tempo necessário para recuperar o dinheiro e realizar o seu objetivo.

Algumas opções para você investir:

  • Tesouro IPCA ou prefixado: para quem não abre mão da segurança, os títulos do Tesouro Direto podem ser ótimas opções já que possuem prazos bem longos.
  • Fundos de investimento: os fundos são boas opções para quem quer arriscar, mas prefere a ajuda de um profissional. Para longo prazo, prefira os fundos multimercado e fundos de ações, que são mais arriscados e podem render mais.
  • Renda variável: ações da bolsa de valores, câmbio, COE e muitos outros. O grupo dos investimentos em renda variável é uma boa ideia para quem quer arriscar a longo prazo.

Como dividir investimentos

Não existe nenhuma regra que define como deve ser a sua divisão de investimentos na carteira. Aqui no Yubb, nós gostamos de dizer que não é preciso se apegar a um único objetivo financeiro. A ideia é que você tenha diversos objetivos (de curto, médio e longo prazo) para criar um portfólio diversificado que atenda todas essas metas.

O primeiro passo para fazer essa divisão é criar uma reserva de emergência. Junte uma quantia que te deixe confortável (de 6 a 12 salários, por exemplo) e, depois disso, invista com mais tranquilidade. Dessa forma, você pode planejar seus objetivos de curto, médio e longo prazo sem a preocupação desse dinheiro para imprevistos.

Depois te ter definido quais são os seus objetivos, defina quanto você vai precisar para concretizá-los (R$) e em quanto tempo você precisa desse dinheiro (meses). Entre no Yubb, faça a sua busca por valor e prazo e escolha quais investimentos se encaixam dentro das características que você precisa.

Aí é só alegria! Abra conta nas instituições que deseja, transfira e invista o dinheiro. Quando você escolher diversos tipos de investimento para vários prazos, automaticamente você está criando uma carteira diversificada que te ajudará a concretizar seus sonhos.

 

Gostou das dicas? Já sabia como dividir investimentos ou aprendeu agora? Se tiver qualquer dúvida, comentário ou sugestão, é só falar comigo pelo campo de comentários que está aqui embaixo =)