Como fazer um detox financeiro e colocar suas finanças no lugar

0
18
como fazer um detox financeiro

A maioria das pessoas já ouviu falar do termo “detox” no mundo fitness e saudável. Esse termo significa a chance de pressionar reset e dar a seu corpo uma pausa de todo o lixo que está sendo consumindo. Hoje nós vamos te ensinar como fazer um detox financeiro de 30 dias – só que no lugar de trabalhar sua saúde física, estaremos trabalhando em sua saúde financeira.

Uma desintoxicação financeira é uma ótima maneira de evitar o consumo insensato. Se você está pensando que não consegue economizar, então é provavelmente disso que você precisa.

É hora de desintoxicar suas finanças!

Esse não é um desafio de 30 dias sem gastar. Em vez disso, são 30, 60, 90 dias (ou o tempo que você precisa) para se tornar um consumidor consciente e para redefinir seus padrões de gastos enquanto trabalha em suas finanças. Vamos começar?

saiba como fazer um detox financeiro

Crie um plano de gastos

Criar um plano de gastos é algo que muitos nunca aprenderam ou tem dificuldade em implementar e é essencial para sua liberdade financeira.

Um plano de gastos, ou orçamento, é um planejamento que você para alocar a sua renda antes que as contas cheguem. O objetivo de fazer um orçamento é estabelecer prioridade para as necessidades básicas e te ajudar a alcançar seus objetivos financeiros mais rapidamente.

Pode demorar um pouco antes que você consiga entrar no ritmo e antecipar todos os seus gastos, mas não desanime!

Existem diversas opções na hora de fazer um orçamento: você pode usar o clássico caderninho, uma planilha ou até mesmo usar aplicativos que te ajudarão a acompanhar seus gastos e suas metas.

Saber para onde o seu dinheiro está indo durante o mês tira o estresse quando as contas chegam e permite que você gaste dinheiro sem culpa.

Acompanhe seus gastos

Esteja consciente do que você está gastando. Não basta apenas estabelecer um orçamento, é preciso manter o hábito de checar se está tudo indo bem com suas finanças.

Elimine os gastos tóxicos

Os gastos tóxicos são aqueles que você não pode controlar (e, geralmente, que não pode pagar).

Aproximadamente 90% do detox financeiro envolve a prevenção de “novas toxinas que entram no seu sistema”. Remover as toxinas é um passo importante na desintoxicação, mas não faz sentido se você não planeja evitar que as toxinas voltem.

Uma desintoxicação de gastos tem tudo a ver com prevenção, planejamento e aprendizado.

Determine sua porcentagem para “se pagar” primeiro

Essa é a porcentagem que você vai reservar para o seu futuro antes de fazer qualquer outra coisa. Ou seja, antes de sair pagando todas as contas e gastando excessivamente, separe uma quantia para você – é a sua economia mensal.

Quando você decide “se pagar” primeiro, você está se priorizando, ao invés de viver para pagar contas. A ideia é justamente viver um pouco abaixo do que você ganha e ajustar seus gastos de forma que a porcentagem que você retira para investimentos futuros não faça falta.

Comece a investir

É um mito que você precisa ter uma grande quantia de dinheiro para começar a investir. Você pode começar a investir com apenas R$ 1,00 em renda fixa privada e R$ 30,00 em títulos públicos. Ou seja, não tem desculpa para não começar!

Pare de gastar passivamente

Muitas vezes são as pequenas coisas que podem te atrapalhar financeiramente. Analise e comece a cancelar os produtos e serviços que você não usa. São essas pequenas coisas somadas que são um desperdício de dinheiro.

Localize toxinas não-identificadas

Existem os gastos que você conhece e os gastos que você nem percebe estão acontecendo. Se você costuma se deparar com uma balança negativa e não consegue descobrir como chegou lá, provavelmente está enfrentando uma ou duas compras tóxicas desconhecidas.

Como você encontra as toxinas escondidas em seus gastos? Simples! Basta examinar suas contas bancárias em todos os detalhes. Passe por cima dos seus relatórios com um marcador e uma visão aguçada. Marque qualquer compra ou cobrança que você reconheça e investigue. No caso de produtos, sempre existe um número de telefone associado a compras online. Ligue e descubra o que você comprou.

Nas contas de serviços, procure taxas ou cobranças ocultas que você não reconhece.  Vale lembrar que as empresas de telefonia celular, por exemplo, estão sempre tentando adicionar novos serviços à sua conta sem a sua permissão.

Depois de encontrar despesas desconhecidas e lidar com elas, você ainda precisará monitorar suas contas para garantir que elas não irão reaparecer.

Admita que você precisa se desintoxicar

A maior parte de seus gastos tóxicos já deve ser familiar para você, né? Porque é algo que você faz regularmente, impulsivamente ou ambos.

Gastos impulsivos podem funcionar como um vício físico, criando reações químicas em seu corpo, inundando seu cérebro com dopamina e endorfinas. Aquele sentimento de comprar um novo par de sapatos, por exemplo.

Sentir-se bem quando você compra algo não é uma coisa ruim. Mas se você não consegue pagar, é um problema.

Existem outros hábitos que causam prazer no cérebro, não tanto por causa da compra em si, mas por causa da cultura em torno da compra. Tomar um café “gourmetizado” pela manhã com seus colegas de trabalho, por exemplo.

Não é que você goste de gastar, é que você gosta do ambiente em que os gastos acontecem e se sente mal por não participar. Isso é o chamado gasto social e, embora não resulte em quantias absurdas, certamente pode reduzir a possibilidade de engordar suas economias .

Existem outros tipos de gastos habituais tóxicos que não são necessariamente sociais, mas que são igualmente prejudiciais para o seu resultado final.

Comer fora todos os dias porque você não tem tempo para cozinhar, por exemplo.Seja no café da manhã, no almoço ou no jantar (ou nas três refeições), comer fora é um escoamento de dinheiro significativo na sua carteira. Toda vez que você jantar fora ou fazer um pedido, você não está apenas pagando pela comida, mas pelo serviço. Comer fora pode se tornar um gasto habitual descontrolado, isso é prejudicial à sua saúde financeira. É tóxico porque evita que você encontre segurança financeira.

Detox financeiro a curto prazo

Depois de identificar os “venenos” que estão prejudicando sua conta bancária, você precisa alterar os comportamentos que te levam aos gastos tóxicos. Você pode ter que fazer alguns ajustes comportamentais, mudar alguns hábitos antigos e até mudar algumas relações sociais.

O estilo de vida e as mudanças de gastos são mais fáceis de lidar quando você sabe que a mudança é temporária. Como um experimento, tente limpar um gasto tóxico por um período fixo de tempo e ver quanto dinheiro você economiza e como se sente.

Torne o ato de gastar mais difícil

Você usa muito seu cartão de crédito? Guarde onde você não vai procurar. Viciado em compras online? Exclua todas as informações do seu cartão de crédito e débito dos seus cadastros.

Eliminar a facilidade de gastar dinheiro fará você pensar duas vezes quando você vê algo que você quer ter, mas não precisa. Suspenda suas assinaturas de e-mail com ofertas diárias, como grupos de compras e lojas. Não coloque a tentação bem na sua frente!

Analise e priorize

Às vezes, formamos hábitos tóxicos simplesmente porque acreditamos na necessidade do hábito. Muitas vezes, o hábito em si pode parecer uma escolha inteligente, como visitas regulares ao salão de beleza.

Se um hábito aparentemente “necessário” se tornar inacessível, você precisa decidir se as frequências ou custos de seus hábitos podem ser reduzidos.

Veja o que você realizou

No final de um mês, olhe para sua conta bancária. Está chocado com a facilidade com que as contas foram pagas? Tem mais dinheiro sobrando do que achou possível?

Se não, você pode tentar uma desintoxicação de gastos mais profunda. Em caso afirmativo, você tem algumas opções, retorne aos hábitos normalmente ou altere seu comportamento futuro para tornar sua desintoxicação permanente.

Conclusão

Pode ser incrivelmente fácil voltar aos hábitos antigos, especialmente depois de ter melhorado o saldo da sua conta.E antes que você perceba, seu saldo volta a zero. Para evitar isso, coloque esse dinheiro extra em algum lugar que dificulta a retirada e movimentação.

O detox financeiro não é apenas sobre se livrar de maus hábitos de consumo, você tem que evitar formar novos.

Toda vez que você se encontrar culpado olhando para um extrato bancário e percebendo que gastou mais do que devia, você pode tentar uma desintoxicação de gastos para ver se pode recuperar o equilíbrio financeiro.

Inicie seu detox financeiro e a sua jornada para o bem-estar financeiro hoje mesmo!

 

Cecilia Mesquita

Cecilia Mesquita, estudante de Jornalismo e criadora de conteúdo do Mobills. Desenvolveu interesse em estudar e escrever sobre finanças logo no início da faculdade e escreve sobre desenvolvimento pessoal, carreira e outros temas diversos em seu blog pessoal.

 

As opiniões expostas neste artigo são baseadas na visão do autor e não necessariamente refletem o entendimento do Yubb.