Investimentos a partir de 50 reais para você sair da poupança

0
141
investimentos a partir de 50 reais

Que atire a primeira pedra quem nunca pensou que investimento era coisa de milionário. Mas a verdade sempre chega e descobrimos que dá para investir com pouco dinheiro. Confira os melhores investimentos a partir de 50 reais para você sair da poupança e começar a ganhar mais.

Tirar o dinheiro da poupança e começar a investir é muito mais fácil do que você imagina. No post de hoje, vou te mostrar três investimentos rentáveis e seguros para você entender como eles funcionam e aplicar o seu dinheiro. Vem comigo ver três investimentos a partir de 50 reais:

1. Tesouro Direto

Se você não conhece, o Tesouro Direto é um programa de investimentos do Tesouro Nacional, ou seja, do governo federal. Não existe apenas um título do Tesouro Direto, existem cinco:

  • Tesouro IPCA;
  • Tesouro IPCA com juros semestrais;
  • Tesouro Prefixado;
  • Tesouro Prefixado com juros semestrais;
  • Tesouro SELIC.

Cada título possui o seu próprio valor mínimo e você consegue investir R$ 50,00 em Tesouro IPCA e Tesouro Prefixado (com ou sem juros semestrais). No Tesouro SELIC, normalmente só é possível investir a partir de R$ 100,00. Mas vale lembrar que os preços oscilam diariamente, portanto, não é uma regra.

Conheça os títulos:

  • Tesouro IPCA: a rentabilidade está indexada ao IPCA, ou seja, à inflação do Brasil. Você vai receber a taxa predefinida + a variação do IPCA no período. Também existe a opção com juros semestrais – em que você pode receber o rendimento de seis em seis meses.
  • Tesouro Prefixado: a rentabilidade é uma taxa predefinida e não depende de nenhum fator externo (é escrita como X% ao ano). Assim como o IPCA, também existe a opção com juros semestrais – em que você pode receber o rendimento de seis em seis meses.

Antes de investir em um título do Tesouro Direto, fique atento aos prazos de vencimento. Se o nome do título é Tesouro IPCA+ 2024, por exemplo, significa que o prazo final é 2024.

Como existe uma variação diária no preço dos títulos, você pode acabar perdendo dinheiro se resgatar o dinheiro antes do prazo. O Tesouro SELIC é o único título em que você não corre esse risco, mas, o investimento mínimo é maior que R$ 50,00.

No caso do Tesouro IPCA e do Tesouro Prefixado, há a possibilidade de perder dinheiro dependendo do dia em que você vender o título. Por isso, #ficaadica: só invista nesses títulos se puder manter o dinheiro investido até o prazo final.

2. CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é o título que possui o menor valor mínimo no mundo dos investimentos. Existem alguns CDBs no mercado em que é possível investir a partir de R$ 1,00 (sim, UM REAL!) então pode ser um ótimo destino para o seus R$ 50,00.

Ele é um investimento de renda fixa privada, ou seja, é um empréstimo que o investidor faz para a instituição financeira. Quando você compra um CDB, você está emprestando o seu dinheiro para a instituição e, em troca, ela te dá uma remuneração – que é o rendimento do investimento.

O CDB é um investimento muito comum de ser encontrado já que é uma forma fácil de os bancos captarem recursos para si mesmos. Por outro lado, os investidores também gostam desse tipo de aplicação por ser uma opção muito versátil.

Veja algumas características:

  • Emissão: o CDB é emitido por bancos;
  • Distribuição: pode ser encontrado diretamente nos bancos ou em corretoras de valores;
  • Garantia: é garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até R$ 250 mil por grupo financeiro e R$ 1 milhão por CPF. Isso significa que, se algo acontecer com o banco que emitiu o investimento, você terá seu dinheiro de volta se estiver dentro desses valores.
  • Liquidez: o CDB pode ter liquidez diária (possibilidade de resgate a qualquer momento) ou liquidez no vencimento (dinheiro “preso” até o final do prazo). Basta escolher qual é a melhor característica antes de investir.
  • Tributação: há a incidência de Imposto de Renda (IR) no rendimento dos CDBs. O valor é descontado diretamente no resgate e o valor da alíquota vai depender da tabela regressiva – quanto mais tempo o dinheiro fica investido, menor é a cobrança.
  • Pré ou pós-fixado: os CDBs podem ser prefixados ou pós-fixados;
  • Indexador: se for pós-fixado, o indexador mais comum é o CDI, mas também há CDBs indexados ao IPCA e outros indicadores.

3. LCI/LCA

LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são investimentos que, normalmente, caminham juntos. Como são muito parecidos, vamos falar dos dois títulos no mesmo tópico.

É comum encontrar LCIs e LCAs com valor mínimo de R$ 100,00 ou R$ 1.000,00. Mas, sim, é possível encontrar opções a partir de R$ 50,00 para você aplicar o seu dinheiro.

Assim como o CDB, esses investimentos fazem parte do grupo de renda fixa privada. Isso significa que o investidor “empresta” o dinheiro para o banco e, em troca, recebe o rendimento dos investimentos.

A diferença entre LCI e LCA é muito sutil. Quando o banco recebe o dinheiro investido em uma LCI, ele obrigatoriamente precisa usar aquela quantia para financiar um projeto imobiliário. Enquanto, em uma LCA, o banco precisa usar o dinheiro para financiar um projeto do setor do agronegócio. É uma diferença que não influencia diretamente na sua escolha como investidor. 😉

Confira as características das LCIs e LCAs:

  • Emissão: as LCIs e LCAs são emitidas por bancos;
  • Distribuição: podem ser encontradas diretamente nos bancos ou em corretoras de valores;
  • Garantia: se algo acontecer com a instituição financeira, seu dinheiro está garantido pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) até R$ 250 mil por grupo financeiro e R$ 1 milhão por CPF. Ou seja, muita segurança para o seu investimento.
  • Liquidez: o prazo de vencimento mínimo das LCIs e LCAs é três meses, ou seja, não há investimentos com liquidez diária;
  • Tributação: essa é a característica mais amada das LCIs e LCAs – elas são isentas da cobrança de Imposto de Renda. A rentabilidade bruta é igual a rentabilidade líquida e o investidor não sofre nenhuma cobrança no resgate do investimento.
  • Pré ou pós-fixado: podem ser prefixadas ou pós-fixadas;
  • Indexador: no caso de LCI/LCA pós-fixada, o indexador mais comum é o CDI, mas também há a possibilidade de ser indexada ao IPCA ou outros indicadores.

Gostou de conhecer os investimentos a partir de 50 reais que você pode realizar? Já fez algumas dessas aplicações ou pretende fazer? Deixe um comentário aqui embaixo!