5 dicas de segurança para investir melhor

segurança para investir

“Investir não é seguro”, “Não quero perder dinheiro”, “Prefiro a segurança da poupança”, “Tenho medo de transferir o dinheiro”. Essas frases (e muitas outras) são muito comuns de serem ouvidas. Mas como a gente pode mudar esse pensamento e ter mais segurança para investir?

Para te auxiliar nessa missão, o Yubb reuniu cinco dicas imperdíveis que vão te ajudar muito na hora de investir. Se você segui-las, pode ter certeza que o seu risco está diminuindo muito e que os seus investimentos serão mais seguros do que nunca foram.

Para começar, veja o infográfico que a gente preparou =) Depois é só continuar a ler o texto.

Dicas de segurança para investir

1. Estude sobre o assunto

Conhecimento é tudo. Pode parecer uma frase clichê, mas é verdade. Segurança tem total relação com conhecimento em dois sentidos.

Em primeiro lugar, é a segurança de você com você mesmo. Quanto mais você conhece o assunto, mais sente confiança em continuar e em aumentar os seus investimentos. Quando você pega prática, fica muito mais fácil investir. Em segundo lugar, é a segurança da sua própria aplicação. Se você sabe sobre o assunto, fica muito difícil ser “enganado” e você não acredita em tudo aquilo que te recomendam e isso aumenta a sua segurança para investir.

Um exemplo: você nunca usou um programa de edição de imagens e, de repente, seu chefe pede para você cortar, aumentar o brilho e diminuir o contraste de determinada foto. Você vai abrir o programa e ficar “fuçando” até conseguir as ferramentas que queria. No final, você vai conseguir fazer o que ele pediu, mas se, desde o começo, você já soubesse como funcionava aquele programa, seria MUITO mais simples e rápido.

Com investimentos, é a mesma coisa. Quanto mais você sabe, melhor. É claro que não precisa ser nenhum expert, ok? Mas saber os princípios básicos é muito importante. No exemplo que a gente deu, não é preciso ter quatro anos de faculdade de design para conseguir cortar uma foto e ajustar o brilho.

Ou seja, você não precisa ler todos os livros/sites/blogs do mundo para investir o seu dinheiro, mas é muito importante conhecer o mercado, saber quais investimentos existem, entender qual é o seu perfil… São algumas informações simples que podem ajudar muito. E isso também é muito importante para que ninguém “te passe a perna” na hora de aplicar – isso traz muita segurança para investir.

E é claro que, conforme você vai investindo mais, você pega mais experiência e conhece cada vez mais. Por isso é essencial continuar investindo para conhecer novas aplicações, mudar as suas estratégias e fazer isso se tornar um hábito natural.

2. Entenda os riscos

Todo investimento tem um risco. “Qualquer um?” Sim! “Mas eu quero um que não tenha!” Isso não existe, infelizmente. A dica aqui é entender qual é o risco que você está correndo ao colocar o seu dinheiro em determinado investimento. Se você quiser entender quais riscos existem na hora de investir, fizemos um post muito legal sobre o assunto. É só clicar aqui!

Vamos facilitar um pouco para você, ok? =)

Se você for investir em renda fixa, os investimentos são conhecidos por serem super seguros. Na parte pública (Tesouro Direto) a garantia é a do Tesouro Nacional, ou seja, do governo federal. Na parte privada (CDBs, RDBs, LCIs, etc), a garantia é do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), entidade que “devolve” o seu dinheiro em caso de falência da instituição financeira. Vale lembrar que não são todos os investimentos privados garantidos pela entidade, ok? Fique de olho para não se confundir! Para saber mais sobre FGC, dá uma olhada neste vídeo.  

Se você for investir em renda variável ou fundos de investimento, a situação é um pouco mais complexa. Não há nenhuma garantia que devolva o seu dinheiro caso você o perca, por isso são investimentos mais arriscados. É necessário conhecer bem as oscilações de mercado para não perder dinheiro “à toa”.

Resumindo: entenda os riscos. Infelizmente, investir não é só colocar o dinheiro lá e retirar no prazo de vencimento. Você precisa entender onde está colocando aquela quantia para não ter nenhuma surpresa quanto aos riscos.

Os riscos existem, sim! Mas não é preciso ter medo deles, há muita coisa que você pode fazer para evitá-los e, principalmente, colocar os riscos a seu favor para ganhar mais dinheiro no final =)

3. Preste atenção

Pode parecer bobagem, mas: preste atenção! Existem alguns problemas que podem acontecer na hora de investir que dependem só de você. Os riscos operacionais, por exemplo, podem ser facilmente evitados se você tiver atenção.

Normalmente, quando se trata de dinheiro, as pessoas costumam ter muito mais cuidado. Para fazer uma transferência bancária, por exemplo, é comum confirmar muitas vezes a conta e a agência de destino para não acontecer nenhum problema. Mas erros acontecem, né?

Sem querer, você pode acabar fazendo uma aplicação errada que pode ser muito ruim para o seu bolso. É necessário sempre checar o que você está fazendo (mais de uma vez!) para não colocar o dinheiro em lugar errado.

Essa dica também vale para não confiar em tudo aquilo que vê na internet. Você pode receber um e-mail do seu banco oferecendo um produto incrível com um rendimento espetacular. Ao clicar, era vírus e todos os seus dados bancários foram clonados. O que aconteceu? O investidor não prestou atenção e agiu pela ansiedade do momento.

É importante ser atencioso e paciente com tudo na vida, mas com finanças ainda mais! Basta fazer os procedimentos com calma e concentração que não vai ter erro 😉

4. Diversifique os investimentos

Equilíbrio. Essa é uma palavra-chave na hora de montar o seu portfólio de investimentos. Você com certeza já ouviu a frase “Não ponha todos os ovos na mesma cesta” e, sim, ela é muito real e deve ser aplicada na sua vida financeira.

Diversificar os investimentos significa ter um pouquinho de dinheiro em cada tipo de produto. Se você for mais conservador, por exemplo, pode ter 40% em um CDB, 30% no Tesouro Direto, 20% em um fundo imobiliário e 10% em ações. Se você for mais arrojado, pode colocar maior parte do valor em renda variável e assim por diante.

Dessa forma, você não depende exclusivamente da rentabilidade de um produto, podendo ganhar mais dinheiro. E, além disso, fazer essa diversificação é muito importante para diminuir o risco dos seus investimentos. Se você está procurando mais segurança para investir, colocar o dinheiro em diferentes tipos de produtos é uma das melhores soluções.

5. Compare as opções

Quando você vai comprar uma televisão, você compra na primeira loja que encontra o produto ou faz uma pesquisa de preço para ver quanto pode economizar? Espero que você tenha respondido a segunda opção!

No mundo dos investimentos, a lógica é exatamente a mesma. Você precisa comparar as aplicações que as instituições oferecem para fazer a melhor escolha. Não adianta sair investindo no primeiro banco que vê pela frente depois dizer que não era seguro, hein!

Isso está muito ligado com a dica #1. Você precisa entender sobre o assunto, pesquisar as instituições e conhecer os investimentos disponíveis para conseguir fazer uma boa escolha e correr o menor risco possível.

Comparar os investimentos é um passo muito importante e que auxilia muito na segurança para investir. A gente fez um post super completo sobre o assunto, clique aqui para ler!

E o melhor? Dá para fazer essa comparação diretamente aqui no Yubb. Digite quanto você quer investir e por quanto tempo que a gente te mostra todas as opções disponíveis no mercado para você poder comparar e analisar qual é a melhor para o seu bolso. Quer coisa mais simples que isso?

 

Gostou das dicas de segurança para investir? Vai aplicá-las em seu dia a dia? Deixe sua dúvida ou comentário aqui embaixo =)