Qual é a diferença entre bancos, corretoras e financeiras?

bancos, corretoras ou financeiras?

Existem muitas instituições financeiras no Brasil! No Yubb, por exemplo, nós mostramos diversas empresas de investimentos que oferecem diferentes tipos de produtos. Mas como saber qual é a diferença entre elas? Hoje, a gente vai te explicar a diferença entre bancos, corretoras e financeiras. E, afinal, qual é a melhor?

Se você já é um investidor, já aplicou seu dinheiro por meio de um banco, uma corretora ou uma financeira, mas muito provavelmente não sabe a diferença entre os três. Se você nunca investiu, já deve ter ouvido falar nesses nomes, mas não sabe a função de cada um.

Pensando em todas as pessoas que mexem com dinheiro, o post de hoje vai falar sobre as funções de cada uma dessas instituições financeiras: bancos, corretoras e financeiras. Tem conta aberta em um banco, mas não sabe como funciona o processo? Não tem ideia do que seja uma financeira? Vem com a gente!

bancos, corretoras ou financeiras?

Bancos

Você, com certeza, tem conta aberta em um banco. Eles existem há muuuuitos anos e praticamente todas as pessoas têm conta aberta em um. Essa é a instituição financeira mais conhecida do mundo e também tem um papel extremamente importante no mundo dos investimentos.

Uma das principais funções dos bancos é emitir investimentos. Isso significa que eles são “donos” de alguns investimento em renda fixa. Os bancos podem “fabricar” CDBs, LCIs e outros produtos para que os investidores “comprem” essas aplicações.

Com palavras simples, o banco é uma instituição que pega dinheiro emprestado e empresta esse dinheiro para outras pessoas. Ou seja, o banco “fabrica” um produto (investimento), você (investidor) “compra” um produto (investimento) do banco e o dinheiro da sua compra é usado para outras pessoas (devedores).

Pensando no investimento, você está emprestando dinheiro para o banco usar esses recursos para outras coisas. Depois de um tempo, o dinheiro é devolvido com os rendimentos daquela aplicação (juros).

Investimentos emitidos por bancos: CDB, LCI, LCA, LF, entre outros.

Exemplos de bancos: Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Daycoval, Banco Inter, Paraná Banco, BTG, Pan, Original, entre outros.

Corretoras ou distribuidoras

No mundo dos investimentos, as corretoras são muito faladas. Elas têm uma função muito importante na vida do investidor: sabe aqueles investimentos emitidos por financeiras e bancos? Na maioria dos casos, eles são distribuídos pelas corretoras e distribuidoras.

Você deve estar pensando “Ué, mas eu já investi diretamente pelo banco!”. Sim, isso é super comum, o próprio banco distribui os seus investimentos. Mas, no geral, são as corretoras que distribuem esses investimentos para você, investidor.

Ela NÃO emite nenhum investimento, ela NÃO é “dona” de nenhum investimento. Ela apenas faz o intermédio entre você (investidor) e a instituição financeira emissora (bancos ou financeiras).

Ao entrar na plataforma de uma corretora, você encontra um cardápio bem completo! Além de renda fixa, as corretoras e distribuidoras também oferecem fundos de investimento, ações e diferentes produtos de renda variável.

Diferença entre corretoras e distribuidoras

Há empresas de investimentos que se denominam corretoras e outras que se denominam distribuidoras. Até 2009, elas tinham diferentes funções, mas em 2009, o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiram que as duas poderiam ter as mesmas funções. Ou seja, na prática, não há NENHUMA DIFERENÇA entre corretoras e distribuidoras. Para entender melhor, veja o nosso vídeo sobre isso!

Investimentos distribuídos por corretoras: CDB, LCI, LCA, LF, ações, fundos de investimento, debêntures, entre outros.

Exemplos de corretoras: XP Investimentos, Rico, Easynvest, Socopa, Guide, Modal Mais, Órama, Ourinvest, entre outras.

Financeiras

A financeira é uma instituição muito parecida com o banco. É claro que elas são bem menos conhecidas, mas, no mundo dos investimentos, as suas funções são muito similares e facilmente podem ser comparadas.

Elas são instituições menores e que, consequentemente, possuem menos recursos do que os bancos. Isso significa que investir em uma financeira pode ser um pouco mais arriscado do que investir em um banco já que o risco de um banco quebrar é menor do que o de uma financeira quebrar.

Mas vale lembrar que alguns investimentos em renda fixa possuem a garantia do Fundo Garantidor de Créditos, ou seja, seus investimentos de até R$ 250.000,00 estão protegidos pelo FGC e você pode investir tranquilamente.

Assim como o banco, a financeira também é uma empresa que emite investimentos, ou seja, que é “dona” de alguns investimentos. Como ela é um pouco mais arriscada que os bancos, normalmente oferece rentabilidades bem maiores! Então vale a pena ficar de olho nas oportunidades =)

A única diferença entre os investimentos do banco e da financeira é que a financeira não pode usar o seu dinheiro do investidor para “qualquer coisa”. No geral, ela sempre precisa “fabricar” produtos em que o dinheiro vá diretamente para financiar compra de automóveis, caminhões, máquinas e outros bens.

Investimentos emitidos por financeiras: LC e RDB.

Exemplos de financeiras: Avista, Agoracred, Dacasa, Lecca, entre outras.

Qual é a melhor opção?

Assim como quase todas as perguntas sobre investimentos, a resposta é: DEPENDE. Entre as instituições financeiras, não existe pior ou melhor. O que existe é aquela que se adequa aos seus gostos e as suas vontades naquele momento.

É claro que é muito importante ver se a instituição é confiável ou não. No Yubb, todas as instituições que mostramos são reguladas pelo Banco Central e pela Comissão de Valores Mobiliários, pode ficar tranquilo! Mas se você tiver alguma dúvida sobre alguma instituição que viu na internet, pesquise na base de dados da CVM ou do BC.

Além disso, também é bom analisar o Índice de Basiléia. Em resumo, ele mede a saúde das instituições e “o nível de risco” em que aquela instituição se encontra. Ou seja, é uma informação muito importante para você, investidor.

Se ela for confiável e tiver uma Basiléia dentro dos padrões, não importa se for banco, corretora ou financeira. O que importa é você encontrar o produto de investimento que mais te interessa e que trará o melhor retorno no seu portfólio de investimentos. Por isso, a melhor opção não existe e sim a melhor opção PARA VOCÊ!

 

Entendeu a diferença entre bancos, corretoras e financeiras? Se tiver dúvidas ou comentários, deixe aqui embaixo e a gente te responde =)