Na hora de investir em ações pelo home broker da sua corretora, você precisa tomar algumas decisões. Vai comprar a ação de qual empresa? Vai utilizar o mercado fracionário ou não? Vai comprar ação preferencial ou ordinária? É sobre isso que vou falar hoje:  diferença de ações preferenciais e ordinárias.

A diferença parece simples, mas existem vários detalhes que são muito importantes para você, investidor de renda variável. 

Com a SELIC baixa, a bolsa de valores parece muito atrativa para o investidor iniciante, mas nem sempre é fácil entender os jargões de mercado e saber fazer a melhor escolha.

É com isso que vou te ajudar! No post de hoje, vamos falar sobre ações preferenciais e ordinárias e vou te auxiliar a escolher qual é a melhor para o seu portfólio.

Dê uma olhadinha no infográfico abaixo com alguns spoilers e, logo depois, leia o texto completo.

diferença de ações preferenciais e ordinárias

O que é ação preferencial?

Vamos começar com a definição de ação preferencial.

Para ser prática, vou focar no nome: preferencial vem de preferência. Então, você já sabe que o investidor preferencial precisa ter preferência em algo daquela empresa. E o que é? São os dividendos!

Caso você não conheça esse termo, “dividendo” é parte do lucro da empresa que é distribuída para os acionistas. Sim, se você tem uma ação de determinada empresa, você vai receber parte dos lucros dela.

Por lei, a empresa deve distribuir, no mínimo, 25% do seu lucro líquido em forma de dividendos para os acionistas.

No caso das ações preferenciais, o acionista tem prioridade no recebimento desses dividendos.

Isso significa que, ao comprar uma ação preferencial, o investidor vai receber MAIS dividendos do que o acionista ordinário e também vai recebê-los ANTES dos outros acionistas.

O recebimento maior de dividendos é a preferência mais conhecida, mas os acionistas preferenciais também possuem outras prioridades como o reembolso do capital da empresa, por exemplo.

Caso aconteça algo com a empresa (uma liquidação, por exemplo), o acionista preferencial tem prioridade no reembolso desse capital. Ou seja, a ação preferencial é um pouco mais segura do que a ordinária.

O ponto negativo das ações preferenciais é que o acionista NÃO tem direito de voto nas assembleias da empresa. Quando eu falar mais sobre ações ordinárias no próximo tópico, você vai entender porque isso é negativo.

Vale dizer que as ações preferenciais podem ser encontradas pelos números 4, 5, 6 ou 7 na bolsa de valores. Esses números ficam posicionados logo após o código da empresa (ticker).

O que é ação ordinária?

Em regras gerais, ação ordinária é aquela em que o investidor tem direito de votar nas assembleias da empresa e participar das decisões tomadas.

Isso pode parecer bobagem para alguns: “Dividendo é muito melhor, né?”, mas, na realidade, ações ordinárias são muito importantes para quem busca tomar controle das empresas.

Uma ação = um voto. Ou seja, quanto mais ações, mais participação você terá nas decisões daquela empresa.

Muitas pessoas se interessam pelas ações ordinárias porque querem participar das assembleias e querem que os seus votos sejam decisivos para definir os próximos passos das empresas.

Ao comprar uma grande quantidade de ações ordinárias da empresa, você pode se tornar um acionista decisivo.

Existem dois pontos negativos no caso das ações ordinárias: você vai receber menos dividendos e a sua ação é um pouco mais arriscada – quando comparadas às ações preferenciais.

No caso de liquidação ou dissolução da empresa, por exemplo, são os acionistas preferenciais que possuem prioridade no reembolso de capital e não os ordinários.

Enquanto as preferenciais são representadas por vários números, as ordinárias são representadas apenas pelo número 3. Sempre que você vir o número 3 posicionado na frente do código da empresa (ticker), saiba que aquela é uma ação ordinária.

Qual é a melhor?

Agora que você já sabe a diferença de ações preferenciais e ordinárias, fica fácil saber qual é a melhor, certo?

Você deve ter percebido que ambas possuem pontos positivos e pontos negativos. Escolher qual é a melhor opção vai depender de qual é o seu objetivo com aquela ação. Dá uma olhada:

Ação preferencial:

  • Indicada para quem prioriza o recebimento de dividendos;
  • Indicada para quem NÃO se importa em ser um acionista relevante da empresa;
  • Indicada para quem busca menos risco em caso de liquidação da empresa;
  • Indicada para quem NÃO pretende comprar muitas ações da mesma empresa.

Ação preferencial:

  • Indicada para quem NÃO prioriza o recebimento de dividendos;
  • Indicada para quem quer se tornar um acionista relevante da empresa;
  • Indicada para quem não se importa com o risco porque acredita na solidez da empresa;
  • Indicada para quem pretende comprar muitas ações da mesma empresa.

Agora ficou mais claro, né?

Vale lembrar que nada disso é uma regra e você pode ter ações preferenciais de uma empresa e ações ordinárias de outra empresa. Tudo vai depender de qual é a sua relação com aquela ação e qual é o seu momento financeiro.

E você: prefere comprar qual ação? Entendeu a diferença de ações preferenciais e ordinárias? Deixe a sua opinião e experiência aqui embaixo!