É melhor investir em LCI ou LCA?

0
57

Entre os investimentos em renda fixa, existe uma dupla que nunca se desgruda: LCI e LCA. Esses dois tipos de investimento são tão parecidos que são mencionados sempre juntos. Ao fazer uma busca pelo Yubb, você percebe que, na maioria dos casos, até a rentabilidade é parecida. Muitos investidores sentem vontade de colocar o dinheiro nesse tipo de aplicação, mas fica a dúvida: é melhor escolher uma LCI ou LCA?

No post de hoje, vou te contar quais são as características desses títulos para que você possa escolher qual é o melhor para o seu bolso. Eles parecem tão iguais, mas será que não têm nenhuma diferença? Chegou a hora de descobrir! Dá uma olhadinha no infográfico que preparei e continue lendo o texto abaixo 😉

é melhor investir em LCI ou LCA?

O que é LCI e LCA?

LCI significa Letra de Crédito Imobiliário e LCA significa Letra de Crédito do Agronegócio. Ambos são investimentos em renda fixa, ou seja, você sempre vai saber qual é a taxa de rentabilidade daquele investimento. Mesmo se ela sofra alterações de acordo com o CDI, por exemplo, a taxa é sempre definida no início do investimento. Por isso, são opções mais seguras para você aplicar o seu dinheiro.

Um investimento em renda fixa é um empréstimo para o banco. Quando você decide comprar um título de determinado banco, você está emprestando o seu próprio dinheiro para que o banco consiga fazer as suas transações. Para onde vai esse dinheiro? Calma! Mais para frente vou te explicar como funciona!

Enquanto o seu dinheiro está sendo investido naquela instituição, existem outras pessoas pedindo crédito para a mesma instituição. Isso significa que o banco pega o dinheiro dos investidores para emprestar para outras pessoas (por taxas mais altas, claro!).

Você, investidor, precisa ganhar um prêmio por ter emprestado esse dinheiro, certo? Essa remuneração é o rendimento do investimento. É por isso que, você pode colocar R$ 5.000,00 em uma LCI e, dali a dois anos, você vai retirar R$ 5.900,00. Seu dinheiro se multiplicou sem você fazer nada, quer coisa melhor?

Semelhanças

Existem diversas opções em renda fixa: CDB, RDB, LC, títulos públicos do Tesouro Direto, LF e por aí vai. Mas, o foco de hoje são as LCIs e LCAs. Não vou mentir para você: são investimentos muito parecidos e com características super semelhantes. Antes de você entender qual é a diferença entre os dois títulos, vou te mostrar quais são as semelhanças.

  • Emitidas por bancos: as duas opções são emitidas por bancos, ou seja, são os bancos que “fabricam” esse tipo de investimento. A distribuição pode até ser feita por corretoras, mas a “criação” está sempre na mão dos bancos.
  • Garantidas pelo FGC: o Fundo Garantidor de Créditos (FGC) é uma entidade privada que garante alguns investimentos. Isso significa que, você pode aplicar seu dinheiro tranquilamente em uma LCI ou LCA e, caso o banco quebre ou tenha algum problema, o FGC vai devolver todo o seu dinheiro + rendimentos. Só fique atento às regrinhas: o FGC garante apenas R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira, chegando ao teto de R$ 1 milhão. Se você for investir mais do que isso, estará descoberto.
  • Isentas de cobrança de IR: essa é a característica mais atrativa! Todo mundo quer ter uma LCI ou uma LCA no portfólio porque elas são isentas da cobrança de Imposto de Renda. Como, na maioria dos investimentos, é retirada uma parte dos rendimentos para pagar impostos, os investidores gostam de investir nas LCIs e LCAs para ficarem livres disso. Dica: sempre faça a equivalência entre as aplicações. Mesmo sem a cobrança do IR, pode ser que valha mais a pena comprar outro título que sofre a cobrança, então é importante fazer as contas – no Yubb, já fazemos essa conta para você.
  • Valor mínimo: existem diferentes tipos de LCIs e LCAs. Normalmente, o valor mínimo é de R$ 1 mil, ou seja, são considerados investimentos acessíveis. Mas, também existem opções com valor mínimo de R$ 100 mil, por isso é importante procurar o banco que oferece um valor que cabe no seu bolso.
  • Prazo de vencimento: o prazo de resgate de uma LCI e LCA não pode ser menor que 90 dias. Ou seja, não existem opções com prazo de um ou dois meses, o mínimo é sempre três meses. Mas, a partir disso, existem todos os tipos de prazo: dá para encontrar opções de três meses, mas também de mais de três anos.
  • Liquidez só no vencimento: a liquidez desses dois investimentos é sempre no vencimento. É muito raro (quase impossível), encontrar LCIs e LCAs com liquidez diária. Isso significa que, ao aplicar nesses títulos, o seu dinheiro precisa ficar “preso” até o final do prazo combinado. Essa característica pode espantar quem pode precisar do dinheiro a qualquer momento, mas é uma ótima oportunidade para encontrar maiores rentabilidades.
  • Pré ou pós-fixadas: esses investimentos podem ser prefixados, com uma taxa “fechada” já predefinida no início (% ao ano), ou pós-fixados, com uma taxa que varia de acordo com algum indicador (% do CDI, por exemplo).

Diferença

Só existe uma única diferença entre LCI e LCA e ela está totalmente ligada à pergunta “Para onde vai o meu dinheiro quando eu invisto?”. Lembra ali em cima que eu te contei que o investimento em renda fixa é um empréstimo que você faz para o banco? Eu também disse que o banco usa o seu dinheiro para fazer suas próprias transações, mas que transações são essas?

Ao investir em uma LCI, o seu dinheiro vai diretamente para o setor imobiliário, não podendo ser destinado a outras áreas. Ao investir em uma LCA, o dinheiro vai obrigatoriamente para o agronegócio. Essa é a grande diferença entre os dois títulos!

Para o banco “fabricar” uma LCI ou uma LCA, ele precisa de lastro. Na prática, isso significa que, ele só pode criar esse investimento se ele tiver algum projeto de financiamento na área imobiliária (LCI) ou na área do agronegócio (LCA).

Se o mercado imobiliário estiver bombando, os bancos vão emitir mais LCIs para conseguir o dinheiro para emprestar para empresas do mercado. Se estiver em crise, poucas pessoas estão buscando empréstimos e serão emitidas menos LCIs. O mesmo acontece com o mercado do agronegócio e as LCAs.

Quando o seu dinheiro chega ao banco a partir de uma LCI ou LCA, você sabe que ele será usado para financiar o setor imobiliário e o setor do agronegócio. Não dá para saber exatamente o destino (chácara pequena ou um latifúndio, moradia popular ou loteamento, etc), mas sabe que o destino geral.

Qual é o melhor?

Como você viu, é uma diferença muito técnica que separa a LCI da LCA. Para o investidor, esses dois investimentos são iguais e podem ser procurados em conjunto. Na prática, as características são todas iguais e cabe a você escolher a taxa de rentabilidade que é mais interessante.

É claro que você pode ter alguma preferência de mercado. Se prefere financiar o mercado imobiliário, vá de LCI. Caso queira financiar o agronegócio brasileiro, invista em uma LCA. Mas, no geral, são investimentos iguais e que você pode escolher a rentabilidade mais alta para ganhar mais dinheiro.

 

E você? Já investiu ou está pensando em investir em uma LCI ou LCA? Qual é a sua preferida? Deixe aqui embaixo nos comentários!