As principais estratégias para investir em ações

0
133
ações

Na hora que se pensa em investimentos, as ações aparecem como uma das alternativas mais lembradas. Afinal de contas, esse é um investimento que, se feito da maneira correta, tende a ser bastante lucrativo no longo prazo ou também no curto prazo. Se for realizado de maneira incorreta, pode trazer perdas consideráveis.

Mas, mesmo despertando o interesse de tantas pessoas, o desconhecimento sobre este assunto ainda é grande. Assim, o BTG Pactual digital escreve no blog do Yubb para explicar um pouco mais o que são ações e quais são as principais estratégias para investir nelas.

O que são ações?

Se você pesquisar no site da B3, a bolsa brasileira, a resposta para esta pergunta é a seguinte: “Ações são valores mobiliários emitidos por sociedades anônimas representativos de uma parcela do seu capital social. Em outras palavras, são títulos de propriedade que conferem a seus detentores (investidores) a participação na sociedade da empresa”.

Na prática, isso quer dizer que a ação é a divisão de uma empresa em várias pequenas partes que são negociadas publicamente na bolsa e podem ser compradas e vendidas por qualquer pessoa disposta a entrar nesse mercado.

estratégias para investir em ações

Buy and Hold: a estratégia a longo prazo

Uma das estratégias mais clássicas para investir em ações é o Buy and Hold. Ela consiste, basicamente, em comprar uma ação e permanecer com ela por vários anos e acompanhar a eventual valorização do papel ao longo de um período que pode durar décadas. Essa estratégia funciona a partir da teoria de que o mercado de renda variável tende, no longo prazo, a sempre marcar expressivas altas, apesar dos percalços que possam surgir no curto e médio prazo.

Um dos maiores defensores dessa estratégia é Warren Buffett. Também conhecido como Oráculo de Omaha, o megainvestidor já defendeu seguidamente essa estratégia para o investidor comum que queira entrar no mercado de ações. A ideia , claro, é não escolher um papel aleatório para investir, mas, sim, empresas em que o investidor confia e genuinamente vê valor no longo prazo para ganhar dinheiro.

Uma derivação do Buy and Hold é o investimento com o mesmo pensamento em ETFs (Exchange Traded Funds). Esses fundos, também conhecidos como fundos de índice, têm a gestão passiva, simplesmente acompanhando o desempenho de índices do mercado, como o Ibovespa, por exemplo. Os ETFs podem trazer a diversificação necessária para o investidor que não tem o conhecimento necessário ou a vontade de selecionar, ele mesmo, as ações que irá investir. Mais uma vez, Warren Buffett aparece como um dos principais entusiastas dessa estratégia.

Value Investing

O Buy and Hold ainda se aproxima bastante de outro conceito muito utilizado no mercado, o Value Investing. Essa estratégia consiste em aplicar em um papel que tem seu valor negociado no mercado abaixo do que se acredita ser seu valor justo. Esse valor justo é calculado por analistas certificados que levam em consideração os balanços e dados da companhia e também projeções de resultados no futuro, chegando a este número.

A grande diferença entre o Buy and Hold e o Value Investing é que o segundo não é focado, necessariamente no longo prazo. Uma vez que o investidor esteja confortável com o patamar de preço atingido pelas ações de uma companhia, não precisa mais, necessariamente seguir investindo nela para capturar eventuais ganhos futuros no longo prazo.

Investindo para dividendos

Outra estratégia bastante popular para investimento em ações é buscar boas pagadoras de dividendos para investir. Dividendos são uma remuneração paga pelas companhias para premiar seus acionistas por investirem nela – essa remuneração é retirada de parte dos lucros da empresa em questão. Seu pagamento costuma ser periódico, de forma mensal, trimestral, semestral ou anual. Empresas mais maduras e consolidadas, que precisam fazer menos investimentos, costumam pagar maiores dividendos aos acionistas.

Parte da estratégia de dividendos consiste em reinvestir o dinheiro recebido em dividendos em papéis da mesma companhia. Assim, além de o investidor acompanhar uma eventual valorização no longo prazo, com o acontece na estratégia do Buy and Hold, ele pode aumentar seu patrimônio com o investimento dos dividendos para lucrar mais.

Dentro dessa estratégia, o principal indicador para se analisar é o dividend yield, que corresponde ao valor pago em dividendos pela companhia em comparação com o valor de seus papéis. Contudo, ao olhar para o dividend yield de um papel, o investidor precisa ficar atento, também, com os fundamentos da companhia em que está investindo. Não adianta estar em investido em uma empresa que paga bons dividendos, mas não é saudável financeiramente ou que não aparenta estar bem posicionada em seu setor, por exemplo.

Análise técnica e o daytrade

Tanto a estratégia de dividendos quanto o Buy and Hold são mais focadas para o investidor que pensa em ganhos no longo prazo, muitas vezes mantendo a disciplina durante décadas de investimentos. No entanto, e para quem tem vontade de lucrar no curto prazo? É aí que entra a análise técnica na questão. Enquanto o investimento no longo prazo olha para os dados específicos de uma empresa, seus diretores e sua atuação no mercado, a análise técnica vai focar mais nos movimentos do papel no mercado financeiro.

Essa técnica, que é bastante comum entre operadores do mercado financeiro, tem como base a análise de gráficos e padrões encontrados neles, buscando o histórico de movimentação dos preços ao longo do tempo para investir. Assim, os traders que fazem esse tipo de negócio não estão preocupados, necessariamente, com a qualidade da ação que investem, mas sim com patamares de suporte e resistência de preços para investir. A liquidez, medida pelo volume de negociações do papel no mercado, é outro ponto levado bastante em consideração na análise técnica.

Vale lembrar que essa é uma estratégia que requer um conhecimento muito alto do investidor sobre como realizar essa análise, que é sempre focada no curto prazo. Dentro dela, uma das possibilidades é o daytrade, que consiste em fazer e desfazer posições em um único pregão. Nesse caso, a intenção não é em formar uma carteira diversificada de papéis, mas sim fazer operações específicas. Contudo, vale lembrar que, para fazer bons investimentos, é preciso contar com plataformas modernas e precisas, como é o caso do Home Broker do BTG Pactual digital.

 

Gostou de conhecer mais sobre as estratégias para investir em ações? Se tiver qualquer dúvida ou comentário, deixe aqui embaixo nos comentários!

BTG Pactual Digital

O BTG Pactual Digital é uma plataforma de investimentos que tem como missão democratizar as melhores aplicações financeiras para todos os brasileiros e conta com a experiência do maior banco de investimentos da América Latina.

 

As opiniões expostas neste artigo são baseadas na visão do autor e não necessariamente refletem o entendimento do Yubb.