Imóveis podem ser considerados uma forma de investimento?

Imóveis podem ser considerados uma forma de investimento

“Comprar um imóvel é o melhor investimento”, “Vou investir em um imóvel para minha família”… Para muitos brasileiros, investimento é sinônimo de imóveis. Mas será que isso é verdade? Será que imóveis podem ser considerados uma forma de investimento?

Essa ideia já ficou tão comum que poucas pessoas contestam essa informação para entender se comprar um imóvel realmente vale a pena. No post de hoje, vou te mostrar tudo que você precisa saber antes de comprar um imóvel para entender se é investimento ou não.

Imóveis podem ser considerados uma forma de investimento?

Imóvel é investimento?

A resposta já vem no começo: não é todo imóvel que é investimento! É importante estabelecer uma diferença entre o imóvel que é comprado para sua própria moradia ou o imóvel que é comprado para ganhar dinheiro.

Se você está comprando aquele imóvel para moradia (seja para você, sua família, sua filha, sua mãe e etc), NÃO É INVESTIMENTO. A partir do momento que alguém vai desfrutar daquele imóvel para morar, é considerado um custo e não um investimento.

Agora, em um segundo caso, se você está comprando aquela propriedade para obter um retorno financeiro (seja em aluguel ou em revenda), aí sim é um investimento.

Exemplo: uma pessoa recebe uma herança e decide comprar duas propriedades. O apartamento de três dormitórios no centro da cidade será destinado à sua moradia e o pequeno apartamento de um dormitório ao lado de uma universidade será destinado para aluguel de estudantes – para obter uma renda mensal. Isso significa que o primeiro imóvel NÃO é investimento (é apenas gasto) e o segundo imóvel é um investimento já que visa um retorno financeiro.

Antes de comprar um imóvel…

Depois de entender que moradia não é investimento, se você ainda pretende comprar um imóvel para ganhar dinheiro com aluguel (ou até mesmo revenda), é importante analisar alguns fatores antes de comprá-lo:

  • Compare outras opções: você sabia que existem outros investimentos que podem te dar a mesma rentabilidade que um imóvel? Os fundos imobiliários, por exemplo, oferecem uma renda mensal e há menos dor de cabeça com burocracia. Opções em renda variável como ações podem também te pagar dividendos. É importante comparar os investimentos existentes para ver se realmente vale a pena comprar um imóvel.
  • Pesquise sobre o mercado: como está o mercado imobiliário no Brasil? Estude o mercado e pesquise a opinião de especialistas. É importante entender a situação econômica do país para não ter grandes surpresas no futuro.
  • Analise as questões burocráticas: diferente de vários investimentos, comprar um imóvel é um processo burocrático que pode te dar muita dor de cabeça. Leve em conta o tempo que vai ser gasto para comprar/alugar/vender e o acompanhamento constante que é necessário.
  • Entenda a liquidez: a liquidezde um imóvel é muito baixa. Se você está comprando um imóvel para ter uma “salvação” em caso de emergência, talvez não seja uma boa opção. É difícil encontrar um comprador interessado que vai pagar o valor cheio no tempo que você deseja. E, além disso, pode demorar muito para o capital realmente chegar no seu bolso.
  • Faça as contas: muitas pessoas compram imóveis no impulso e, quando percebem, existe mais prejuízo do que lucro. Antes de comprar, é essencial fazer as contas de quanto você vai pagar (investir) e qual será o rendimento ao longo dos anos – sabendo que isso é apenas uma expectativa e não uma garantia de retorno. Pesquise o histórico de valorização da região do imóvel, faça projeções realistas e coloque no papel os custos versus os ganhos.
  • Prepare-se para o pior cenário: e se o mercado desacelerar e ninguém comprar o seu imóvel? E se a região desvalorizar e ninguém quiser alugá-lo? Como eu já disse, investir em imóveis é algo arriscado e o investidor sempre precisa estar preparado para o pior cenário. Tome algumas decisões e planeje-se arcar com custos que talvez não fossem esperados.
  • Escolha com sabedoria: pesquise muito bem antes de investir em um imóvel. Faça uma pesquisa de campo, conheça a região, visite várias vezes, leia sobre a valorização (ou não) daquela área… Enfim, escolha o imóvel com sabedoria para não se surpreender negativamente no futuro.

Ufa! Hehe. Como você percebeu, existem vários cuidados que você precisa ter antes de comprar um imóvel. A maioria desses cuidados podem até ser chamados de desvantagens por alguns especialistas já que, como você deve ter percebido, os imóveis são uma modalidade arriscada de investimento.

Conclusão

Respondendo à pergunta do título “Imóveis podem ser considerados uma forma de investimento?”: SIM! Se você não está usando para moradia, os imóveis podem ser bons investimentos. Mas é necessário ficar atento aos riscos! Verifique se não existem opções mais rentáveis, menos arriscadas e com menos burocracia antes de comprar um imóvel pelo impulso.

Entendeu se os imóveis podem ser considerados uma forma de investimento? Qual é a sua opinião sobre o assunto? Deixe um comentário aqui embaixo!