Educação financeira: por que é importante?

1
187
educação financeira

Quando a gente é jovem, muitas coisas são ensinadas na escola: física, química, biologia, matemática, português… Em casa, os pais ensinam como se comportar, aconselham por quais caminhos seguir e ajudam no que podem. Mas tem uma coisa que fica esquecida em toda família brasileira. Sabe o que é? Educação financeira.

Quando esse jovem começa a ganhar o seu salário, fica perdido com o que fazer com o dinheiro. Devo gastar? Devo poupar? Abro conta no banco? Na maioria das vezes, os pais ajudam a abrir uma conta no mesmo banco de toda a família e pronto. É isso que você aprende sobre dinheiro.

Na maioria das casas, o dinheiro é colocado como um problema e não uma solução ou oportunidade de ganhar mais. Recebeu o salário? “Vai pagar os boletos!” Sobrou dinheiro? “Você não esqueceu de pagar nenhuma conta?”. O jovem não ouve os pais conversarem sobre o assunto, também não se interessa em perguntar e assim segue o ciclo.

Um estudo realizado pelo Banco Central mostrou que, embora 64% dos brasileiros afirmem pagar suas contas em dia, 56% das pessoas assumiram não fazer orçamento doméstico ou familiar. E, pior, 69% afirmaram não ter poupado nenhuma parte da renda recebida nos últimos 12 meses!

Isso mostra como os brasileiros são despreparados quando o assunto é a vida financeira. E isso não é sua culpa, não! Como a gente disse ali em cima, é um ciclo. Seu avô não ensinou seu pai, que não ensinou você e você não vai ensinar seus filhos. É aí que precisamos mudar!

Educação financeira é um assunto MUITO importante e que deveria ser obrigatório até nas escolas — inclusive, estão surgindo algumas iniciativas nesse sentido. Dinheiro não deveria ser um problema! Saber lidar com as suas finanças é algo que todo mundo vai precisar fazer cedo ou tarde. Se todos aprendessem quando fossem crianças/jovens, seria muito menos traumatizante e as oportunidades de ganhar com investimento desde cedo seriam muito maiores.

Sabe quando uma criança recebe R$ 10,00 dos avós e sai comprando tudo em bala? Pode parecer besteira e exagero, mas é aí que começa a gestão do dinheiro e os pais podem ajudar muito nesse momento. Não importa se você tem 14 anos e ganha R$ 50,00 de mesada ou se você já tem 19 e ganha R$ 800,00 de bolsa-estágio — o aprendizado é o mesmo.

Na maioria das casas, infelizmente, o assunto “finanças” é tratado como uma coisa ruim. Quando os pais estão com uma dívida, os filhos não podem saber. É tudo sussurrado ou guardado a sete chaves. “O que está acontecendo, mãe?” e “Do que vocês estão falando, pai?” são perguntas sempre respondidas com “Nada! É sobre dinheiro! Coisa de adulto” e isso acaba sendo muito ruim para o desenvolvimento do filho.

Aqui no Yubb, a gente conhece muitas pessoas que são especialistas em finanças, youtubers que falam sobre o assunto, blogueiros da área e outros especialistas. Conversando com eles, a maioria relata que aprendeu tudo sozinho: “Nunca ninguém me ensinou!”. Eles pesquisaram, assistiram vídeos, baixaram aplicativos… Foram atrás para saber mais e descobriram um mundo novo!

“Mas por que vocês estão dizendo isso?” A gente quer dizer que nunca é tarde para aprender. Se você já é um adulto e quer saber mais sobre finanças, vá atrás! Existe muito conteúdo bacana e dá para aprender muito bem: basta ter esforço e dedicação.

No entanto, este post serve para te “alertar” sobre os benefícios da educação financeira. Ou seja, se você não aprendeu com os seus pais, que tal aprender agora e ensinar para os seus filhos? E se você que está lendo isso ainda for jovem, otimo! Chegou a hora de botar a mão na massa e aprender a cuidar do seu dinheiro.

Quer saber por que ter uma boa educação financeira é tão importante? Veja o infográfico e continue lendo o post.

educação financeira

Pelo infográfico, você já percebeu a importância de investir em educação financeira tanto nas escolas quanto em casa, certo? Agora vamos ver alguns itens para ir mais a fundo =)

1. Não vê dinheiro como um tabu

Como a gente disse ali em cima, muitas vezes o dinheiro é visto como um problema. Dinheiro é tido como sinônimo de contas, boletos, dívidas, dor de cabeça. Mas não tinha que ser assim! Quando as crianças/jovens aprendem, desde pequenas, a cuidar do seu dinheiro, ter consciência das suas finanças e veem os pais fazendo a mesma coisa, é muito mais fácil remover esse tabu e ver dinheiro como uma solução e uma oportunidade para ganhar sempre mais.

2. Gasta com consciência

Dívidas. O problema do brasileiro! =( Muitos acabam se endividando pelo fato de ganharem pouca renda e não saberem como organizar esses gastos (fique de olho no item 3 também!). Quando a pessoa tem contato com educação financeira desde cedo, os gastos são feitos com muito mais consciência.

Sabe aquela história de sair gastando no shopping? Ou parcelar a compra em várias vezes e ficar endividado no cartão de crédito? Para quem já sabe cuidar das finanças, isso é muito difícil acontecer! Como ela dá o devido valor ao seu dinheiro, não sai gastando sem pensar e é mais díficil se afundar em dívidas.

3. Mais organização

Demos um pequeno spoiler desse item, né? Organização é uma palavra extremamente importante quando o assunto é vida financeira. Quando alguém procura um coach financeiro, por exemplo, é muito comum que a dica “se organize” seja uma das primeiras.

“Mas em que sentido?” No sentido de controle! Você precisa escrever (pode ser em um caderninho, em uma planilha no Excel, em um aplicativo… tanto faz!) todos os seus gastos do mês para saber onde está indo o seu dinheiro, onde você pode economizar e como pode investir. Fizemos um vídeo muito bacana sobre esse assunto, clique aqui para conferir.

Para aqueles que têm contato com finanças desde cedo, isso é mais simples. Como a educação financeira esteve presente na vida daquela pessoa, é um hábito comum saber para onde está indo seu dinheiro e ser mais organizado.

4. Aprende a investir

Normalmente, quando alguém começa a investir o dinheiro e vê o dinheiro crescendo, a seguinte pergunta aparece: “Como ninguém me mostrou isso antes?”. E, realmente, isso é verdade. Por que ninguém conversa sobre investimentos?

Muitos brasileiros acabam deixando o dinheiro na poupança por pura falta de conhecimento. Alguns nem sabem que existem outras formas de investir que são tão seguras e práticas quanto a poupança, mas que rendem bem mais.

Quando um investidor explica o funcionamento disso para o seu filho ou outro familiar, a mensagem vai seguindo de pessoa para pessoa e o conhecimento vai atingindo cada vez mais gente de forma que investir seja uma coisa muito mais comum.

Se, desde pequena, a pessoa aprendeu a mexer com o seu dinheiro e tem o objetivo de fazer o seu dinheiro crescer, investir é uma consequência. É muito mais fácil ela ter a consciência de que dinheiro parado é furada e que aplicar é sempre uma ótima solução.

Nisso, o Yubb pode te ajudar! É só digitar quanto você quer investir (R$) e por quanto tempo (meses) para encontrar as opções disponíveis no mercado =)

5. Planeja o futuro

“Ué, vocês estão viajando! Eu não sei nada sobre finanças, mas sei planejar o meu futuro”. Vamos com calma! É claro que todo mundo consegue planejar o seu futuro, pensar o que quer fazer nos próximos anos e estabelecer metas.

A diferença está na forma que isso é feito. Se você tem uma vida financeira organizada, investe o dinheiro e tem um pouco de conhecimento sobre o assunto, as suas metas são muito mais fáceis de serem alcançadas e você consegue se planejar para realizá-las.

Por exemplo: você quer ir para a Disney dali a um ano. Se você não foi educado financeiramente, vai juntar um dinheirinho aqui e outro ali e talvez consiga cumprir o objetivo. Se você já mexe com finanças desde pequeno, vai saber exatamente de quanto dinheiro precisa, quanto vai economizar por mês, onde investir para o chegar lá e será muito mais fácil.

Isso também é interessante pelo fato de que você consegue ter metas mais reais – os sonhos inalcançáveis podem ficar para mais pra frente e você consegue se organizar para alcançar todos!

Se você entendeu o sentido do post, mas, infelizmente ainda não teve contato com finanças: não é tarde! É muito importante aprender sobre finanças quando se é criança/jovem, mas nada te impede de começar agora. Pelo contrário, todo dia é o melhor dia para começar =)

E, melhor ainda, você poderá passar essas informações para seus filhos e conhecidos. É um ciclo: a pessoa aprende, transmite para os filhos, eles crescem, ensinam para os seus filhos e assim por diante. Compartilhe esse post com os seus conhecidos e vamos transmitir juntos essa mensagem!

 

Entendeu por que é tão importante ter uma boa educação financeira? Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe aqui embaixo nos comentários =)

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.