Inverno cripto: meus indicadores secretos das criptomoedas

166

Como saber se o topo do preço do bitcoin (BTC) está chegando? E como saber se o inverno cripto está começando?

Para quem não sabe, o inverno cripto é aquele período, normalmente de um ano, em que o preço do bitcoin corrige até 80% na média histórica.

Não precisa nem dizer que essa é a maior dúvida e, também, a maior angústia dos investidores de bitcoin e de outras criptomoedas, certo? Pensando nisso, o Bernardo preparou esse conteúdo para ajudar você a antecipar esse movimento de preços. Continue a leitura e confira a seguir?

Como identificar o inverno cripto?

Para ajudar a antecipar esse período preocupante, o Bernardo fez algo inédito entre os investidores: compartilhou cinco indicadores poderosos que ele usa para avaliar se o inverno cripto está chegando ou não. Veja a seguir quais são eles:

1 – Puell Multiple

Esse indicador considera a oferta do BTC na economia sob a perspectiva dos mineradores. É importante entender que os mineradores gastam muito dinheiro para fazer a mineração. Por isso, muitas vezes eles vendem os BTCs que mineram para realizar lucro e pagar a atividade.

Como os mineradores são muitos, qualquer movimento que façam em massa interfere no preço da criptomoeda.

2 – Relative Unrealized Profit/Loss

Já esse indicador é derivado do valor de mercado (ou market cap), ou seja, ele expressa quanto está valendo todo o mercado da criptomoeda.

Em vez de pegar o preço atual do BTC, o indicador considera o preço da última vez que a criptomoeda foi transferida de um endereço para outro. Isso é importante porque o movimento do BTC diz muito sobre a expectativa do mercado.

3 – Médias Móveis Anuais

Esse indicador não é tão exato para determinar os valores quanto os dois anteriores. Porém consegue dar algum referencial sobre como o mercado está se comportando em relação à criptomoeda.

4 – Growth log curves

Para Bernardo, esse é um dos indicadores mais poderosos no sentido de prever o inverno cripto. Basicamente, são as curvas logarítmicas de crescimento do BTC pois, historicamente, a criptomoeda cresce em uma razão logarítmica.

Ao traçarmos canais de crescimento e retrações logarítmicas, conseguimos encontrar exatamente o topo e o fundo do movimento do BTC.

5 – Pi Cycle Top

Por fim, chegamos ao indicador preferido do Bernardo. Para ele, é o que mais consegue ser assertivo em relação ao topo da criptomoeda.

Esses são os cinco indicadores utilizados pelo Bernardo para projetar o inverno cripto. Porém, é importante que você acompanhe no vídeo abaixo como funcionam e como você pode utilizá-lo.

Na descrição do vídeo, tem um link para um grupo gratuito no Telegram sobre criptomoedas. Esse grupo está crescendo muito, e quem participa diz que é o melhor grupo do Brasil sobre o assunto 😉. Então, não perca tempo! Junte-se a nós no Telegram e fique sempre bem informado sobre o que acontece no mundo cripto!