Segurança e rentabilidade: 5 investimentos assegurados pelo FGC

investimentos assegurados pelo FGC

Você já ouviu falar no Fundo Garantidor de Créditos? É uma entidade que devolve o seu dinheiro caso aconteça algum problema com a instituição financeira que emitiu o seu investimento. Sim, isso existe! Mas como saber quais são os investimentos assegurados pelo FGC?

O FGC é uma associação civil sem fins lucrativos que tem o objetivo de prevenir crises financeiras e auxiliar o investidor brasileiro. É uma forma que você, investidor, possa se sentir mais seguro na hora de aplicar o dinheiro.

Mas, é claro, existem regras! O FGC possui alguns limites de cobertura: só é garantido o valor de até R$ 250 mil por grupo financeiro e R$ 1 milhão por CPF. Ou seja, o seu investimento só está garantido se você investir dentro desses padrões.

Infelizmente, essa segurança não está presente em todos os investimentos. Apenas algumas opções são garantidas pelo FGC e é sobre isso que vamos falar neste post.

Vale dizer que a poupança conta com a garantia do FGC. Se o seu dinheiro estiver na poupança do banco A e o banco A falir, o FGC devolve o valor. No entanto, poupança não é investimento! Poupar é diferente de investir e, por isso, a poupança não é um dos itens da lista de hoje.

Além dos investimentos que vou citar abaixo, também existem outros garantidos como LI (Letra Imobiliária) e (LH – Letra Hipotecária), mas são menos conhecidos. Agora chegou a hora de você conhecer os cinco principais investimentos assegurados pelo FGC.

investimentos assegurados pelo FGC

1.  CDB (Certificado de Depósito Bancário)

O Certificado de Depósito Bancário é um investimento emitido por bancos e você pode encontrá-lo diretamente nos bancos ou pelas corretoras de valores.

É um título muito comum de ser encontrado já que é uma ótima forma de um banco arrecadar recursos para si mesmo. Isso acontece porque o dinheiro do investidor pode ser usado para financiar qualquer operação no banco.

O CDB é um investimento muito versátil: pode ser prefixado ou pós-fixado, liquidez diária ou no vencimento e existem diversos prazos. E o melhor? Dá para investir a partir de R$ 1,00!

2. LCI (Letra de Crédito Imobiliário)

A Letra de Crédito Imobiliário também é emitida por bancos e é possível encontrá-la nos próprios bancos ou nas corretoras. A característica mais interessante das LCIs é a isenção da tributação, ou seja, é possível investir sem ter que pagar Imposto de Renda.

Entre as características da LCI estão: investimento mínimo a partir de R$ 1.000,00, prazo de vencimento mínimo de 90 dias e podem ser prefixadas ou pós-fixadas.

3. LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)

A Letra de Crédito do Agronegócio segue exatamente as mesmas características da Letra de Crédito Imobiliário. Também é emitida por bancos, distribuída por bancos ou corretoras, isenta de Imposto de Renda, a partir de R$ 1.000,00 e com prazo mínimo de 3 meses.

A única diferença entre os dois títulos é o destino do dinheiro. Na LCI, o banco só pode usar o dinheiro do investidor para financiar o setor imobiliário enquanto, na LCA, o financiamento é do setor do agronegócio. Para o investidor, não há nenhuma diferença.

4. RDB (Recibo de Depósito Bancário)

Diferente dos títulos citados até agora, o Recibo de Depósito Bancário é emitido por Sociedade Crédito, Financiamento e Investimento (conhecidas como financeiras). São instituições menores que os bancos e, por isso, normalmente oferecem rentabilidades mais altas.

O RDB está para as financeiras como CDB está para os bancos. É um título muito versátil e uma ótima forma de as financeiras arrecadarem recursos para si mesmas. Dá para investir em RDBs a partir de R$ 1.000,00 e a liquidez é sempre no vencimento.

5. LC (Letra de Câmbio)

A Letra de Câmbio também é um título emitido por financeiras e, por esse motivo, normalmente tem rentabilidades mais altas. Esse investimento não tem nada a ver com “câmbio” no sentido de “moeda estrangeira”, ok?

Como as financeiras são instituições menores, a garantia do FGC pode tranquilizar o investidor tanto no caso das LCs quanto nos RDBs. Se algo acontecer com a instituição financeira, seu dinheiro está assegurado.

É possível encontrar boas LCs a partir de R$ 1.000,00.

NÃO são garantidos:

Você conheceu 5 investimentos que possuem a garantia do FGC, mas é sempre importante saber quais NÃO são garantidos. Alguns investimentos são frutos de dúvidas e muitas pessoas pensam que eles são garantidos quando, na verdade, não são. Confira a lista de investimentos NÃO assegurados pelo FGC para não ter surpresas desagradáveis no futuro:

  • Debêntures;
  • Fundos de investimento;
  • Ações;
  • LF – Letra Financeira;
  • CRI – Certificado de Recebível Imobiliário;
  • CRA – Certificado de Recebível do Agronegócio;
  • COE – Certificado de Operações Estruturadas;
  • Tesouro Direto (Tesouro IPCA, Tesouro SELIC e Tesouro Prefixado).

Depois deste post, você já conhece os investimentos assegurados pelo FGC e os que não são assegurados. Com isso, é possível tomar decisões mais certeiras na hora de investir seu dinheiro.


Você sabia que dava para conseguir boa rentabilidade com grande segurança? Já investiu em algum desses investimentos assegurados pelo FGC? Deixe seu comentário aqui embaixo! 😉