Melhores criptomoedas para 2022 (com Augusto Backes)

315

Quais são as criptomoedas mais promissoras para 2022? O Bernardo conversou com o youtuber Augusto Backes sobre o assunto.

Se você também está à procura dos melhores potenciais para o ano no mundo dos criptoativos, não pode deixar de conferir esse conteúdo. Continue a leitura, e descubra!

Criptomoedas: visão para 2022

Para Backes, a expectativa é de que ocorram altas ainda no primeiro semestre de 2022. No entanto, acredita que o ano será de muita volatilidade e que, a qualquer momento, o mercado pode virar.

“Estamos vindo de altas muito fortes há, pelo menos, 20 meses. Por isso, nesse momento, estou esperando para ver como o mercado se comporta nesse início de ano”, avalia.

Augusto comenta que muita gente fez pesados investimentos, ganhou muito dinheiro e, a qualquer momento, podem realizar esses lucros. Inclusive, ele próprio comenta que realizou lucros recentemente, mas acredita que ainda há mais espaço para valorizações.

“Creio que investidores institucionais continuaram interessados em comprar bitcoin. Acho também que muitas pessoas físicas continuarão em investimentos de risco, pois não estão dispostas a sacrificar rentabilidade”.

Ciclo do bitcoin

Segundo Backes, o bitcoin pode passar por um novo período de acumulação, com retomada de altas bem profundas. “Por enquanto, acredito que o BTC, se voltar acima de US$ 58 mil e se mantiver nesse patamar, acho que dá para buscar um novo topo histórico. Mas, se cair a US$ 42 mil, pode oscilar entre esse valor e o limite de US$ 28 mil, mais ou menos. E, mais tarde, entregar retorno um pouco maior”, diz Backes.

Cuidado com a expectativa de valorização rápida

Backes comenta que vê com preocupação o fato de algumas pessoas investirem hoje em criptoativos buscando valorização rápida.

“É justamente por causa desse comportamento de entrar e achar que vai ter dinheiro fácil e rápido, que eu desconfio que possamos estar chegando em um ponto de equilíbrio do mercado”, avalia.

Segundo o youtuber, o mercado cripto assume alavancagens de forma muito rápida. “Historicamente, no caso do bitcoin, quando chegamos perto dos US$ 16 bilhões de contratos futuros, há um risco de o mercado ter mais uma queda por conta de alguma manipulação”, alerta.

O excesso de confiança de que possa ocorrer alta a qualquer momento traz perigo para o mercado. Isso porque muita gente se empolga com a alta e acha que os preços retomarão muito rápido.

Além disso, Backes também chama atenção para o cenário macroeconômico instável que temos hoje, com o fim do tapering nos EUA até março. “Todos esses fatores me deixam preocupado e me fazem questionar se, de fato, o BTC pode chegara aos US$ 100 mil sem que tenhamos um período de acumulação mais prolongado”, conclui.

Apostas para 2022

No vídeo abaixo, confira quais são os criptoativos que estão no radar de Augusto Backes para esse ano!

Gostou do vídeo, Yubber? Acompanhe nossas redes e fique por dentro dos principais assuntos sobre o mercado financeiro! 

Instagram: @yubbinvestimentos / Youtube: Yubb / Telegram > Clique aqui para entrar no grupo