Quais são os melhores fundos imobiliários para 2021?

211

O setor de fundos imobiliários (FIIs) sofreu bastante em 2020. Muitos investidores ainda estão receosos sobre as perspectivas da modalidade para 2021. Neste artigo, veja alguns pontos da entrevista que o professor Arthur Vieira de Moraes deu ao Yubb sobre o tema no final do ano passado.

Importância do planejamento

2020 foi um ano que começou bem, conforme o planejado. A reação da economia no início do ano passado proporcionou a melhora do desempenho de alguns setores como shoppings, e isso foi bom para os fundos imobiliários.

No entanto, a partir de março, esse cenário foi revertido com os prejuízos econômicos causados pela pandemia. De forma geral, os prejuízos foram muito grandes. Porém, as empresas que melhor conseguiram atenuar essas perdas foram as que conseguiram responder mais rapidamente às dificuldades impostas pelo isolamento. E só tiveram essa velocidade porque fizeram um bom planejamento.

No mundo dos investimentos, isso não foi diferente. Ou seja, quem tinha uma reserva de emergência, boa diversificação de carteira e parte dos recursos investidos em renda fixa (mesmo com os juros baixos), conseguiu passar pelas turbulências de forma menos traumática.

Já quem estava somente especulando e concentrou recursos em setores só por causa da rentabilidade (como no caso dos shoppings), iniciou bem 2020 mas viu os seus investimentos desvalorizarem muito no decorrer do ano.

Diversificar não é “colecionar ativos”

2020 foi um ano no qual surgiram muitos novos instrumentos financeiros. Aluguel de ações, BDRs, BDRs de FIIs e de ETFs entre outras modalidades que não eram tão comuns e que tomaram mais espaço no portfólio do investidor.

Isso tudo representa maiores possibilidades de diversificação. Porém, para fazer as escolhas corretas, o investidor deverá buscar mais informações sobre as características dos novos produtos e estudar mais o mercado.

Home office: ameaça aos fundos de lajes corporativas?

Além do fechamento dos shoppings, o home office contribuiu para a desocupação de vários imóveis no ano passado. Isso provocou a suspensão temporária do pagamento de proventos de alguns FIIs, o que causou grande apreensão por parte dos investidores. Afinal, quando os shoppings irão reabrir? E o home office? Continuará com a mesma intensidade mesmo depois da pandemia?

No entanto, os shoppings reabriram e as empresas, em diferentes escalas, já voltaram a adotar o trabalho presencial. Ou seja, aos poucos o susto do mercado vai passando, e os investimentos, recuperando os seus valores. Mesmo com o IFIX negativo, 2020 foi um ano de grandes captações para os fundos imobiliários, e o investidor continua confiante na modalidade em 2021.

Fundos de CRIs e com contratos atípicos tiveram melhor desempenho em 2020

Os FIIs de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) foram alguns dos que saíram mais fortalecidos de 2020. Além disso, fundos de contratos atípicos, como os de logística, também tiveram bons resultados, impulsionados principalmente pelo e-commerce durante a pandemia.

E para 2021, quais são as perspectivas? 

Confira no vídeo qual a opinião do Prof. Arthur sobre os melhores FIIs para 2021:

Gostou do vídeo, Yubber? Acompanhe nossas redes e fique por dentro dos principais assuntos sobre o mercado financeiro! 

Instagram: @yubbinvestimentos / Twitter: @yubb_invest / Youtube: Yubb / Telegram > Clique aqui para entrar no grupo