Melhores investimentos de 2018: as opções para o segundo semestre

0
107

Sim, o segundo semestre de 2018 já chegou! Dá para acreditar? No início do ano, muitos economistas fizeram grandes previsões para os meses seguintes e os investidores ficaram preparados para algumas mudanças na economia brasileira. Agora que sete meses já se passaram, o que mudou? Descubra os melhores investimentos de 2018 para o segundo semestre!

É muito complicado fazer previsões, né? Quando as coisas não acontecem do jeito que previmos, ficamos chateados e irritados. No mundo dos investimentos, isso não é diferente. É difícil projetar quais serão as melhores rentabilidades para os meses seguintes já que diversos fatores podem alterar tudo a qualquer momento.

Aqui no Yubb, as nossas previsões são feitas a partir de expectativas. Como somos o único buscador de investimentos gratuito, online e imparcial que mostra diversos tipos de aplicações (desde renda fixa até fundos), nossas previsões são feitas de acordo com os dados que temos no sistema. Esses dados englobam o número de buscas realizadas pelos usuários, taxas de rentabilidade dos investimentos nos últimos meses, preferência dos usuários, expectativas de retorno para os próximos meses e assim por diante.

No post de hoje, separamos investimentos que prometem dar o que falar no segundo semestre de 2018. De acordo com a análise de dados do Yubb, é uma boa ideia ficar de olho nessas 5 opções abaixo =) Dá uma olhada no infográfico e continue lendo o texto!

melhores investimentos de 2018

1. Ações

Para muita gente, investimento financeiro é sinônimo de ações. Quando alguém fala que “Fulano está investindo o dinheiro”, as pessoas já pensam que o fulano está comprando e vendendo ações na bolsa de valores. É claro que investimento vai muito além disso, mas investir em ações pode ser um bom negócio para o segundo semestre de 2018.

Vale lembrar que ação é uma modalidade de renda variável, ou seja, faz parte de um grupo mais arriscado nos investimentos. Ação é um título que representa uma parcela de uma sociedade de capital aberto (de uma empresa que pode ser negociada). Toda essa negociação é feita na bolsa de valores ou no mercado de balcão.

Quando você compra ação da empresa X, está comprando “uma parte” dela. Você, investidor, se torna sócio da empresa. Se a empresa X conseguir bons resultados, você recebe os dividendos e começa a ganhar dinheiro (remuneração do investimento) pela valorização daquela empresa. Mas, como eu disse, o mercado de ações é arriscado! A empresa X pode ter prejuízo e você pode perder dinheiro. Por isso, analise bem toda a situação antes de comprar uma ação.

2. Fundos multimercado

Os fundos de investimento podem ser ótimas opções para quem está em dúvida sobre onde investir o dinheiro. Como é um tipo de serviço e não diretamente um produto, é uma boa oportunidade para ganhar acima das instabilidades do mercado.

Em um fundo, o seu dinheiro é investido em diversos ativos que são escolhidos pelo gestor do fundo. A partir da experiência dele e da equipe, é feita uma alocação de ativos para criar uma carteira de investimentos diversificada e com o maior rendimento possível. Os fundos são divididos em vários tipos: o fundo imobiliário, por exemplo, só aplica seu dinheiro em imóveis; já o fundo de renda fixa só investe em aplicações de renda fixa como Tesouro Direto e CDB.

Mas neste tópico não estamos falando de qualquer fundo e sim dos fundos multimercado! O fundo multimercado é uma opção muito boa para o segundo semestre de 2018. Nele, o gestor do fundo pode aplicar o seu dinheiro em diferentes tipos investimentos , por isso o nome “multimercado”.

Esse tipo de fundo pode ser muito interessante já que usa os benefícios de diversos tipos de ativos. Em um fundo multimercado, a sua carteira pode ser composta desde títulos públicos do Tesouro Direto até ações da bolsa de valores. Por esse motivo é uma alternativa bem bacana para o resto do ano e entra na lista dos melhores investimentos de 2018 =)

3. Robôs de investimento

Você já ouviu falar nos robôs? Ao fazer uma busca de investimentos pelo Yubb, você já deve ter se deparado com os nomes Magnetis, Monetus, Vérios e Warren com rentabilidades altíssimas. Esses são os 4 robôs de investimento que existem no Brasil e são ótimas opções para você investir seu dinheiro.

Os robôs são empresas (fintechs) que fazem o serviço de gerir o seu dinheiro. Parecem os fundos, né? Realmente, os robôs são muito parecidos com os fundos de investimento, mas a diferença é muito simples. Nos robôs, o processo é todo automatizado e seu dinheiro será gerido por “máquinas” – daí vem o nome robô.

Essas empresas criaram algoritmos que conseguem fazer uma carteira de investimentos personalizada para o investidor de acordo com o seu tipo de perfil. Ao colocar o seu dinheiro nessas fintechs, o robô vai alocar a quantia em diferentes tipos de investimento de acordo com os seus objetivos e perfil – ou seja, os robôs de investimento não são O PRODUTO e sim O SERVIÇO que vai colocar seu dinheiro nos produtos.

4. Crowdfunding

De toda a lista, talvez essa seja a opção menos conhecida. Você conhece o investimento coletivo na internet? É um assunto que ficou muito conhecido nos últimos anos e que pode ser uma boa opção para o seu dinheiro. No mundo dos investimentos, existem plataformas de crowdfunding imobiliário e de crowdfunding de empresas. Assim como os robôs, os crowdfundings de investimento são fintechs.

No crowdfunding imobiliário, você pode comprar “parcelas” de imóveis. Você financia a construção do imóvel que desejar e quando ele começar a trazer lucro (por meio de venda e/ou alugueis), você recebe a remuneração. No crowdfunding de empresas, você pode financiar a criação ou o crescimento de uma empresa que está precisando de crédito e quando ela começar a trazer lucro, você recebe a remuneração.

Vale lembrar que crowdfunding é uma modalidade de investimento mais arriscada. Não há nenhuma garantia de que você receberá a remuneração proposta já que o lucro depende de diversos fatores. Mas, como você sabe, quem arrisca mais tem a chance de ganhar mais!

5. Renda fixa de instituições menores

Os investimentos em renda fixa são os mais seguros do mercado. O investidor “empresta” o dinheiro para bancos e financeiras que pagam os juros como remuneração pelo dinheiro emprestado e você recebe o rendimento. Os bancos grandes oferecem diversas opções em renda fixa, mas aqui a dica é para você aplicar seu dinheiro em instituições menores no segundo semestre de 2018.

Como essas instituições menores precisam captar mais investidores, oferecem investimentos mais rentáveis e com a mesma segurança dos bancos grandes. Alguns exemplos:

  • Bancos pequenos e médios:
    • Certificado de Depósito Bancário (CDB)
    • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)
    • Letra de Crédito Imobiliária (LCI)
  • Financeiras:
    • Letra de Câmbio (LC)
    • Recibo de Depósito Bancário (RDB)

Esses investimentos são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) e é uma ótima alternativa para quem busca rentabilidade e segurança.

 

O que achou dos melhores investimentos de 2018 para o segundo semestre? Investiu em algum desses na primeira metade do ano? Qual é a estratégia da sua carteira para o fim do ano? Deixe sua opinião e experiência aqui embaixo nos comentários!