Oi (OIBR3 e OIBR4): como foi o resultado do 4T20?

72

Parece que o mercado ficou animado com o resultado da Oi (OIBR3 e OIBR4) do último trimestre de 2020. Embora tenha encerrado o ano com prejuízo acumulado, a companhia conseguiu lucrar R$ 1,79 bilhão no 4T20.

O Bernardo fez uma análise bem completa do relatório trimestral e da apresentação dos resultados da Oi. Quer saber o porquê da melhora dos números da Oi? Então, continue a leitura e confira a seguir!

Relatório trimestral da Oi (OIBR3 e OIBR4) do 4T20

A seguir, veja alguns dos principais números que chamaram a atenção do Bernardo:

Lucro líquido de R$ 1,79 bilhão

A companhia conseguiu reverter o prejuízo de R$ 2,28 bilhões que apresentou no mesmo período de 2019. Segundo o relatório trimestral, esse resultado foi possível por causa de um crédito de Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) diferidos no valor de R$ 3,5 bilhões, o que impactou positivamente o resultado do período. Logo, o resultado positivo da Oi teve origem em um evento não recorrente, ou seja, sem relação com a sua atividade operacional.

No entanto, se considerarmos o acumulado do ano, a Oi apresentou piora em relação a 2019. Isso porque encerrou o ano passado com prejuízo líquido de R$ 10,5 bilhões, face R$ 9 bilhões do ano anterior.

EBITDA

Já o EBITDA (geração de caixa operacional da empresa) apresentou melhora em relação ao exercício anterior. A companhia encerrou 2020 com caixa operacional de R$ 6,4 bilhões, o que representa um aumento de 64% na comparação com 2019

Receita líquida

A receita líquida do 4T20 foi de R$ 4,77 bilhões, cerca de 3% abaixo do mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, a receita líquida atingiu R$ 18,7 bilhões, uma redução de 7% face a 2019.

No entanto, no relatório a companhia destaca que houve crescimento sequencial de receita líquida em 2020 (nos terceiro e quarto trimestres). Nesse sentido, atribui o aumento à estratégia de troca dos serviços de cobre por fibra no segmento residencial, ao aumento de clientes pós-pagos em detrimento dos pré-pagos e à maior atuação na prestação de serviços ao segmento B2B.

Apresentação dos resultados de 2020

Alguns dos principais pontos destacados pelo Bernardo foram:

– Execução do plano de recuperação judicial de 2016 a 2018;

– Plano estratégico de renovação de 2019 a 2020. Nesse período, a companhia vendeu ativos, iniciou a mudança no modelo de negócios e trabalhou a melhoria da eficiência operacional.

– Novo modelo estratégico, iniciado em 2020. Essa fase marca a reestruturação da Oi face ao plano de recuperação judicial, e consolida o novo modelo estratégico da companhia.

Quer saber mais detalhes sobre a estratégia e perspectivas da Oi em relação à retomada do crescimento e dos resultados? Então, clique no link abaixo e assista a análise super completa do Bernardo!

Gostou do vídeo, Yubber? Acompanhe nossas redes e fique por dentro dos principais assuntos sobre o mercado financeiro! 

Instagram: @yubbinvestimentos / Twitter: @yubb_invest / Youtube: Yubb / Telegram > Clique aqui para entrar no grupo