Perspectivas para 2021: setores e bolsa de valores – com Glauco Legat

82

Se você já investe em ações, é bem possível que tenha perdido dinheiro com alguma ação ou segmento no ano passado. E para 2021, o que esperar?

Neste bate papo, o Glauco Legat, analista chefe da Necton Investimentos, faz um apanhado de 2020 e fala sobre as suas perspectivas para alguns setores em 2021. Confira!

O que dizer sobre 2020?

Glauco destaca a grande volatilidade do mercado financeiro no ano passado, com o seu pior momento em março e abril. 

No entanto, chama atenção para novas tendências que surgiram em 2020, entre elas o expressivo aumento das operações na bolsa, tanto pela entrada de novos investidores quanto pelo crescimento do volume de negócios dos atuais. 

A volta gradual dos investidores estrangeiros ao mercado brasileiro a partir do final do ano passado também sinaliza a retomada da confiança, segundo Glauco.

E para 2021, quais as expectativas?

Mesmo com o cenário da pandemia ainda instável e com a incerteza sobre quando ocorrerá a retomada da economia, Glauco acredita que o mercado já se mostra mais confiante. 

Nesse sentido, faz um comparativo com o mesmo período do ano passado, no qual não tínhamos ainda a dimensão dos danos da Covid-19 nem a perspectiva de uma vacina. Segundo Glauco, avaliando os dois cenários, dá para esperar uma gradual recuperação da economia para 2021.

Ibovespa

A Necton Investimentos está confiante em relação ao Ibovespa em 2021, com projeção de 140 mil pontos até o final do ano. Segundo Glauco, o aumento do índice será decorrente da expectativa de recuperação dos lucros das companhias listadas neste ano.

Glauco acredita que a alta do Ibovespa esperada para 2021 será baseada principalmente na recuperação das empresas do setor financeiro e exportadoras (em especial de commodities).

No caso dos bancos, os balanços sofreram muito com os provisionamentos que essas instituições contabilizaram em 2020, principalmente nos três primeiros trimestres. 

O último trimestre do ano passado já trouxe dados positivos em relação à queda da inadimplência, o que demonstra o início da recuperação desse setor. Glauco ainda acredita que possa haver uma reversão dessas provisões a partir do segundo trimestre de 2021.

Já no caso das commodities, o destaque fica por conta do minério de ferro, que vem acumulando altas nos últimos meses. Ou seja, com base na recuperação desses dois setores (financeiro e commodities), é possível esperar um impacto positivo do Ibovespa no mercado acionário brasileiro.

Neste artigo, entenda o que são e como funcionam as commodities.

E sobre as queridinhas da Necton para 2021? Quem são elas?

Acesse o link, e assista na íntegra a conversa entre o Bernardo e o Glauco, e descubra quais as apostas da Necton para 2021:

Gostou do vídeo, Yubber? Acompanhe nossas redes e fique por dentro dos principais assuntos sobre o mercado financeiro! 

Instagram: @yubbinvestimentos / Twitter: @yubb_invest / Youtube: Yubb / Telegram > Clique aqui para entrar no grupo