Qual o melhor investimento?

0
56

Uma das perguntas mais frequentes que as pessoas fazem quando começam a investir ou quando estão em busca de um investimento é qual o melhor investimento?. Não importa a experiência ou conhecimento de alguém no assunto, existe uma “força obscura” (rs) que puxa o nosso pensamento a sempre buscar e perguntar pelo melhor investimento. Mas será que isso existe mesmo? Será que a resposta para a pergunta qual o melhor investimento é possível de ser dada ou é apenas uma ilusão que costumamos ter na hora de investir?

Antes de pensar se existe ou não uma resposta para a pergunta, vamos pensar um pouco nos diferentes critérios que existem para alguém considerar no momento em que pergunta qual é o melhor investimento. São vários os critérios, mas levantamos alguns dos principais para pensarmos juntos nesse infográfico:

Existe resposta para a pergunta "qual o melhor investimento" ou isso depende de outros fatores?

Maior rentabilidade

Na hora de investir, muitas pessoas buscam o investimento com a maior rentabilidade. São aqueles que gostam de “taxa, taxa, taxa”, ou seja, as altas taxas de rentabilidade de alguns investimentos. Então, quando essas pessoas perguntam qual o melhor investimento, estão interessadas em respostas de altas taxas de rentabilidade. Mas será que é só isso que importa?

Claro que não! De que importa apenas a maior rentabilidade se você quiser investir R$ 20.000,00, mas o valor mínimo desse investimento for de R$ 100.000,00? Ou mesmo que seja um investimento de menor valor mínimo, mas que tenha data de vencimento em 5 anos e você precisará do dinheiro daqui a 3 anos?

Resumo deste tópico: nem sempre a rentabilidade alta é sinônimo de um bom investimento!

 

Menor valor mínimo

Deu pra entender que alta rentabilidade nem sempre é o melhor investimento, né? Como falamos antes, o valor mínimo é muito importante. De nada adianta olhar só para a rentabilidade se o valor mínimo estiver fora da sua realidade ou das suas possibilidades daquele momento. Por exemplo: você sabia que os buscadores do Yubb encontram todos os dias algumas opções com valor mínimo de 1 MILHÃO de reais? Pois é! Pode até ter uma rentabilidade boa, mas só vamos investir depois de ganhar na Mega-Sena! ?

E o valor mínimo nem sempre é o mais importante também. Em alguns casos, com uma pequena diferença de R$ 1.000,00, é possível encontrar investimentos com rentabilidades superiores. Ou mesmo no caso do próprio Tesouro Direto: os investimentos mínimos no Tesouro começam a partir de R$ 30,00 (só trinta reais), mas nem sempre possuem as melhores rentabilidades.

Resumo deste tópico: valor mínimo é importante, mas vale a pena olhar para outros aspectos do investimento também.

 

Liquidez diária

Poder resgatar quando quiser e ter uma rentabilidade menor ou resgatar somente no vencimento e ter uma rentabilidade maior? Esse é o dilema de quem busca os investimentos de liquidez diária: poder resgatar sempre que quiser (liquidez diária) traz uma segurança importante, mas investimentos com liquidez no vencimento costumam ter uma rentabilidade maior.

Xi, olha aí de novo a dificuldade em responder qual o melhor investimento. Se for importante para você poder resgatar sempre que quiser, a liquidez diária vai influenciar sua decisão. Agora, se puder esperar até o vencimento, você terá outra percepção sobre investimento.

Resumo deste tópico: resgatar sempre que quiser ou somente no vencimento depende dos seus interesses e necessidades com o investimento.

 

Menor prazo de vencimento

Tem investimento que dura 90 dias (3 meses). Outros, 180 dias (6 meses). Já alguns, vencem em 1440 dias (“rapaz, eu sei lá onde estarei daqui a tantos dias!” Calma, não é tanta coisa assim: 1440 dias equivalem a 4 anos). E tem investimento que nem tem prazo de vencimento, como alguns fundos de investimento ou investimentos em ações.

Depende muito do que você busca e de quanto tempo você pode deixar o dinheiro aplicado (um pouco parecido com o tópico de liquidez diária aí de cima). Se estiver com pouco tempo disponível, o importante será o prazo de vencimento menor. Diferentemente, se não tiver urgência ou necessidade para usar os recursos, o prazo poderá ser mais alongado.

Resumo deste tópico: o prazo maior ou menor tem a ver com a possibilidade de deixar o dinheiro aplicado – e isso também impacta a rentabilidade do investimento!

 

Indexado à SELIC

Já ouviu falar da famosa “taxa SELIC”, né? Aquela sempre mencionada pelo William Bonner no Jornal Nacional – se você não conhecer a SELIC ou quiser mais informações, veja a página que preparamos só sobre a taxa SELIC clicando aqui.

Pois bem: tem gente que fica de olho no aumento ou redução da SELIC para aplicar seu dinheiro. Quando a SELIC está em um movimento de aumento, os investimentos indexados (vinculados) à SELIC ou que tendem a acompanhar a SELIC (como o CDI) são buscados por muitas pessoas. E, quando a SELIC começa a cair, decidem resgatar e partir para outro investimento. E aí, qual o melhor investimento para essas pessoas? Os indexados à SELIC! Mas existem tantos outros que nem sempre os melhores serão estes.

Resumo deste tópico: a taxa SELIC é a principal taxa de juros do Brasil e um importante indicador de investimentos, mas não é o único.

 

Indexado ao IPCA

Logo depois da SELIC, um dos indexadores mais buscados é o IPCA – o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, publicado pelo IBGE. É o principal medidor da inflação do Brasil e o índice oficial de inflação do governo brasileiro. Se você é do tipo que investe pra ganhar da inflação, possivelmente vai ficar de olho nos investimentos indexados (vinculados) ao IPCA. Afinal, se o IPCA subir ou descer, você sempre vai ganhar mais do que a inflação.

Mas e se um investimento indexado à SELIC ou ao CDI for mais rentável do que este indexado ao IPCA? Ou e se o investimento indexado ao IPCA só tiver liquidez no vencimento e você preferir um investimento com liquidez diária para resgatar quando quiser? É a mesma dificuldade para responder à pergunta sobre qual o melhor investimento.

Resumo deste tópico: os investimentos indexados ao IPCA são interessantes para sempre obter uma rentabilidade acima da inflação, mas nem sempre são os mais rentáveis.

 

Isento de tributação

Último fator de decisão que escolhemos para falar dos melhores investimentos: o tão evitado imposto de renda. Todo mundo já paga tanto imposto que, na hora de investir, nada mais natural do que buscar investimentos sem imposto de renda. Afinal, se o investimento não tem tributação de imposto de renda, a rentabilidade será sempre melhor, certo? ERRADO!

Os investimentos mais famosos sem a tributação de imposto de renda são a LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio). O que muita gente não sabe é que, mesmo sem imposto de renda, muitas vezes outros investimentos são mais rentáveis porque possuem uma rentabilidade maior. E outra: LCIs e LCAs normalmente não possuem liquidez diária e têm prazo mínimo de 90 dias.

Resumo deste tópico: isenção de imposto de renda é um atrativo para investimentos, mas longe de ser a característica mais importante na hora de investir.

 

Afinal, qual o melhor investimento?

Depois de tudo isso, chegou a hora de dar a resposta para a pergunta de qual o melhor investimento, né? Bom, já deve ter dado pra perceber a resposta: depende de cada um e dos interesses de investimento de cada pessoa! Não dá pra generalizar e responder que existe um investimento eleito como o “melhor”. Para cada tópico que listamos acima, existe um investimento mais adequado.

Isso não pode ser uma frustração, já que é como funcionam os investimentos. O importante é você analisar os tópicos acima, entender o que você busca e quais os seus interesses e segmentar para encontrar os investimentos mais adequados.

 

Você tem algum outro critério relevante na hora de investir? Compartilha aqui em baixo e bons investimentos para você!