Quer começar a investir, mas não sabe quanto da sua renda deve separar para aplicar? Calma, estou aqui para te ajudar nessa empreitada! No post de hoje, vou te ajudar a responder aquela pergunta “Quanto devo investir?”

Spoiler: no final deste post, eu vou te dar um presente. É uma planilha personalizada para que você possa organizar os seus gastos mensais e separar a quantia certa para realizar os seus investimentos.

Então, vamos lá!

O primeiro passo para determinar o valor que você irá investir mensalmente é entender como funciona seu orçamento. A primeira pergunta é: qual é a sua receita mensal? Quanto você recebe todos os meses?

Se você não possui uma renda fixa, não tem problema nenhum. Faça uma média de quanto recebeu nos últimos meses e defina qual seria a sua renda daquele mês.

O segundo passo é que você precisa saber para quais categorias é destinado seu dinheiro e definir o seu perfil. Dá uma olhada abaixo:

CATEGORIAS

Gastos essenciais – Nessa categoria entram as despesas básicas, aquelas que não podem ser retiradas do orçamento. Mas vale dizer que elas podem ser reduzidas economizando no uso ou por meio de acordo com a empresa contratada. Esses gastos são: aluguel, água, luz, telefone, internet, alimentação, transporte e saúde. 

Educação – Os gastos com educação são um investimento em você, no seu crescimento intelectual, pessoal e profissional. Aqui estão inclusos: cursos, livros e eventos relacionados. 

Reserva de emergência – Essa reserva será a sua garantia para imprevistos, como desemprego, problemas de saúde ou até mesmo uma reforma de última hora. Normalmente, o valor da reserva é a soma do seu custo de vida de seis meses. 

Investimento – Aqui está guardado o ouro da sua vida financeira. Esse dinheiro é o que você irá reservar para aplicações, sejam elas em renda fixa ou em renda variável.

Diversão – Todo ser humano precisa de um pouquinho de diversão, não é mesmo? Por isso, no seu planejamento financeiro, reserve um percentual do seu salário para momentos de descontração.

PERFIS

  1. Mora com os pais Segundo a última pesquisa do IBGE, um a cada quatro jovens de 25 a 34 anos ainda mora com os pais. De acordo com o estudo, uma das razões é justamente a questão financeira. Pessoas que moram com os pais reduzem uma boa parte dos gastos relacionados às despesas essenciais. 
  2. Divide casa/apartamento – Dividir apartamento está entre as opções consideradas pelos jovens que querem ser independentes, mas têm um orçamento reduzido. Nesse caso, como quem mora com os pais, a economia acontece na categoria dos gastos essenciais. 
  3. Mora sozinho – Nesse perfil, o valor total dos gastos listados são considerados levando em conta que o investidor não tem com quem dividir as contas da casa.

Veja a imagem abaixo e entenda quais seriam os percentuais ideais para cada categoria em cada tipo de perfil:

quanto devo investir de acordo com perfil?

O objetivo é que, primeiro, você crie sua reserva de emergência, designando uma parte do seu salário para esse propósito e o resto você dividirá entre as categorias restantes.

Após ter garantido seu “pé de meia”, você finalmente estará pronto para maiores investimentos. Claro que, durante esse percurso, se você se sentir seguro e tiver um valor disponível para começar a investir com outras finalidades, é super válido começar! Tanto que colocamos a categoria “investimentos” em todos os perfis =)

Agora você já sabe quais são as categorias de gastos e seu perfil, mas só de pensar em fazer contas de quanto deve investir, quer desistir da ideia? Pera aí, desiste não! O Yubb te ajuda nessa etapa também.

Criei uma planilha completa para você organizar os seus gastos e realizar o seu controle financeiro. O uso é muito simples: informe sua renda, defina seu perfil e veja os resultados.

Os Perfis 1, 2 e 3 da planilha têm sugestões fixas das porcentagens de gastos, são os perfis que tratamos acima. Mas o Perfil 4 é modificável, ou seja, se você não estiver de acordo com as sugestões, nessa coluna você pode adaptar de acordo com suas preferências 😉 

Após completar a planilha, você estará pronto para dar os primeiros passos na direção da sua independência financeira.

E não custa nada lembrar: poupança não é investimento, hein! Para saber quais investimentos são os mais indicados agora que você vai entrar no mundo das finanças, entre no Yubb e faça uma busca.

Se tiver qualquer dúvida, estou aqui para te ajudar. É só deixar um comentário aqui embaixo. =)