Conheça vantagens e desvantagens da renda variável

0
234
renda variável vantagens e desvantagens

Nos investimentos, existem as aplicações em renda fixa que são muito seguras e as aplicações em renda variável que são mais arriscadas. Para quem gosta de segurança, dá arrepio só de ouvir a expressão “renda variável”, né? Mas o que levaria uma pessoa a arriscar todo o seu dinheiro em investimentos que podem “dar errado”? Chegou a hora de saber tudo sobre renda variável vantagens e desvantagens!

Os investimentos em renda fixa (Tesouro Direto, CDB, LCI, RDB e etc) são emitidos por instituições financeiras privadas ou pelo governo federal e funcionam como um empréstimo. Já os investimentos em renda variável são diferentes: o investidor se torna sócio e/ou proprietário de um produto/negócio e o rendimento vem daí. Como esse rendimento tem uma alta variação – como já diz o nome –  você nunca sabe quanto vai ganhar ao final do período.

Alguns exemplos de investimentos em renda variável:

  • Ações na bolsa de valores
  • Câmbio (dólar, euro e etc)
  • COE
  • Criptomoedas (bitcoin, litecoin e etc)
  • Crowdfunding
  • Robôs de Investimento
  • e muitos outros.

Será que vale a pena deixar o seu suado dinheirinho nesses produtos tão arriscados? No post de hoje, vou te mostrar tudo sobre renda variável vantagens e desvantagens para você decidir se é um bom negócio. Dá uma olhadinha no infográfico e continue lendo o texto =)

renda variável vantagens e desvantagens

Desvantagens

1. Risco

É muito arriscado investir em renda variável! Além de ter a possibilidade de você ganhar bem menos do que esperava, pode chegar até a perder o patrimônio que foi investido. Diferente da renda fixa que conta com garantias do Tesouro Nacional e do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), a renda variável não te oferece nenhuma garantia de que o seu dinheiro vai estar lá quando você quiser resgatar.

2. Exige muito conhecimento

Essa desvantagem está muito ligada ao risco. Se são produtos bem arriscados e complexos, é necessário ter muito conhecimento e experiência para operar com eles e ganhar dinheiro. Para investir em um título do Tesouro Direto (renda fixa pública), por exemplo, basta abrir conta em uma corretora e esperar o rendimento chegar. Para investir em renda variável, é importante que você tenha um grande conhecimento para não correr o risco de perder todos os seus recursos.

3. Taxas

As corretoras e bancos normalmente não cobram nenhum tipo de taxa para investir em renda fixa – é a famosa taxa zero. Já em renda variável, o cenário é outro! A corretora pode te trazer diversos custos: taxa de corretagem, taxa de custódia, emolumentos, Imposto de Renda, taxa de home broker e etc. Vale a pena pesquisar quais corretoras oferecem as menores taxas para não sofrer nenhuma perda desnecessária.

4. Alta oscilação

O mercado de renda variável sofre uma alta oscilação – por isso é tão arriscado. Se você comprar uma ação, por exemplo, pode ter um rendimento altíssimo em determinado mês e, logo em seguida, perder tudo. Essa oscilação pode ser um fator muito negativo para quem não tem experiência nessa área, mas também pode ser bem positivo para quem se aproveita disso para ganhar mais dinheiro.

Vantagens

a. Rentabilidade

É possível ganhar muito mais dinheiro em renda variável do que em renda fixa. Por serem opções mais arriscadas e com grande oscilação, seu dinheiro pode render muito. Quando você ouve que determinado investidor ganhou milhões de reais com investimentos, muito provavelmente ele investiu parte de seu patrimônio em investimentos de renda variável.

b. Participação em grandes empresas

Já pensou em ser sócio da Ambev? Ou ter uma parte dos lucros da Petrobrás? Parece um sonho, né? Mas, ao investir em ações (que é um tipo de investimento em renda variável), isso é possível. Quando você compra a ação de uma empresa, você se torna proprietário de “um pedacinho” dela e isso pode ser uma vantagem muito grande para aproveitar seus lucros no mercado e ganhar dinheiro com isso.

c. Facilidade

Antigamente, comprar e vender ações era um processo barulhento e complicado. Atualmente, com alguns cliques é possível comprar e vender ações, moedas, criptomoedas, COE e muitos outros. Além disso, você tem a liberdade e comodidade de comprar e vender suas “propriedades” a qualquer momento – sem precisar ficar esperando o prazo de vencimento como nos investimentos em renda fixa.

d. Variedade de investimentos

Diferente do que a maioria pensa, investir em renda variável não é sinônimo de comprar ações da bolsa de valores. Existe uma grande variedade de investimentos em que você pode aplicar: moedas ou criptomoedas, COE, crowdfunding e até robôs de investimento. Enquanto na renda fixa você está “preso” nas poucas opções que são oferecidas por bancos e corretoras, na renda variável você várias opções para escolher (inclusive empresas de diversos setores na bolsa de valores).

Conclusão: vale a pena investir em renda variável?

Assim como praticamente tudo no mundo dos investimentos, a resposta é: depende! Em renda variável, todas as desvantagens que eu te apresentei neste post podem ser tratadas como vantagens – já que elas “auxiliam” para uma maior rentabilidade. Tudo depende da perspectiva do investidor!

Se você nunca investiu na vida, o indicado é começar por renda fixa, ter um pouco de experiência e só depois começar a investir em renda variável. Se você já investe em renda fixa há um tempo e quer dar um passo a mais, talvez seja o momento de começar a experimentar alguns investimentos em renda variável.

Mas sempre vale lembrar que a palavra-chave é diversificação! Por mais que você seja muito conservador, vale a pena colocar uma mínima parcela do seu patrimônio em renda variável. Ao “distribuir os ovos em diferentes cestas”, você garante que todos os seus recursos estejam mais seguros e com potencial de render mais.

Se você é um investidor arrojado e seus olhos brilham só de pensar em renda variável, não se empolgue tanto assim! A maioria dos especialistas em finanças diz que uma carteira de investimentos nunca pode ter mais da metade de sua composição em renda variável. Isso significa que o portfólio de todos precisa ter mais aplicações em renda fixa do que em variável – o que vai mudar é o percentual de acordo com o seu perfil.

Por isso, o importante é sempre analisar a sua situação financeira, perfil-investidor e objetivos para escolher as características dos investimentos que mais se encaixam na sua vida.

 

Gostou de conhecer tudo sobre renda variável vantagens e desvantagens? Para você, esse grupo de investimentos é mais vantajoso ou mais desvantajoso? Deixe abaixo a sua opinião que eu estou pronta para ler e te responder =)