Vale a pena fazer um seguro de vida?

137
seguro de vida ou investir?
seguro de vida ou investir?

Seguro de casa, seguro de carro, seguro de celular… Atualmente, dá para fazer seguro para qualquer bem pessoal. Mas e seguro de vida? Aposto que você já ouviu falar sobre o assunto e pensou sobre a possibilidade de fazer um em seu nome.

Seguro de vida é algo muito diferente de investimento. O seguro é usado para preservar seu patrimônio não só em caso de morte – como o nome diz – mas também em caso de doenças, por exemplo. Sim, o seguro de vida pode ser usado em vida se houve uma quebra de renda de alguém que trabalhe para si mesmo e/ou para a sua família.

Por outro lado, investimento é uma aplicação financeira por meio da qual você vai rentabilizar o seu patrimônio. Não é um meio de preservar o dinheiro e sim de aumentar a quantia que você tem. O objetivo é, pelo menos, se proteger da inflação e ter um valor que não perca poder de compra.

Existem diferentes tipos de seguro de vida. Na hora de contratar um seguro, será analisado seu sexo, idade e capital garantido. A partir daí, a seguradora dirá se seu seguro foi aprovado ou não e qual é o valor que você pagará mensalmente ou anualmente, dependendo do contrato. Ou seja, o valor do seguro depende de muitos fatores.

Como seguro não é investimento, o dinheiro pago para o seguro não será rentabilizado. Você pagará a quantia acordada e o “resgate” só pode ser feito em caso de morte e/ou invalidez. No entanto, diferente de investimentos, o seguro de vida é uma ótima opção para quem busca segurança para o seu patrimônio já que a sucessão é feita rapidamente para o beneficiário.

O Yubb esteve em São Paulo (SP) na Ourinvest com Renato Magliari, gerente de parcerias comerciais da Prudential do Brasil, para falar sobre o assunto e criamos uma batalha: investimentos versus seguro de vida. Quem será que ganhou? Descubra:

Gostou do vídeo? Então inscreva-se no canal do Yubb no YouTube e ative as notificações para não perder os novos conteúdos.


Você ficou do lado dos investimentos ou do seguro de vida? Deixe um comentário aqui embaixo com a sua opinião 😉