4 vantagens em diversificar patrimônio

0
67
diversificar patrimônio

Ao começar a investir, é natural que o investidor vá procurar o máximo de informações que tenha disponível para cuidar melhor de seu dinheiro e fazer as escolhas mais adequadas dentro de seu perfil de risco. Nesse tempo, surgem conselhos de amigos, leituras de livro, pesquisas na internet, buscas por rentabilidade, entre outros. Ao começar esse processo, uma das primeiras dicas que aparecem é a diversificação de investimentos. Mas, afinal de contas, quais são as grandes vantagens em diversificar patrimônio?

vantagens em diversificar patrimônio

1. Mitigação de riscos

A primeira vantagem na hora de diversificar seus investimentos é a mais famosa de todas: mitigar o risco. Imagine que todo seu dinheiro está aplicado em imóveis, por exemplo, e o mercado imobiliário passa por uma enorme crise que derruba o valor das propriedades e do aluguel. Isso significa, na prática, que esse investidor está concentrando seu risco em um só lugar (sem necessidade).

Com um patrimônio bem diversificado, uma queda que afete uma categoria específica de investimentos vai impactar apenas um percentual do dinheiro investido e essa mudança brusca de cenário pode até influenciar positivamente o desempenho de outras aplicações. Vamos supor que uma pessoa tem investimentos espalhados em renda fixa e renda variável, ela certamente estará garantida em caso de desempenho positivo ou negativo da economia brasileira. Além disso, a aplicação em fundos de investimento que aplicam em diversas categorias de produtos também pode ser uma boa nesse caso. Os fundos multimercados, por exemplo, podem aplicar em juros, moedas e ações, entre outros, e contam com diferentes políticas que buscam atender investidores com variados perfis de investimento.

2. Maior liquidez

Outro grande destaque em manter sempre uma carteira bem diversificada está na possibilidade de buscar mais liquidez com seus investimentos. Em um caso onde uma pessoa precisa resgatar seu dinheiro investido com rapidez, se ela tem quase todo seu capital concentrado em uma empresa de capital fechado, por exemplo, ela pode passar por problemas para acessar esse dinheiro, muitas vezes precisando se desfazer de seu patrimônio por um valor muito menor do que ele valeria de fato apenas pela pressa em acessar o dinheiro.

Quando se aplica em diversas categorias de investimento, esse não é um problema, uma vez que parte desse dinheiro provavelmente estará em investimentos para uma reserva de liquidez, disponível para resgate em qualquer momento, mas que seguem com alguma rentabilidade. Esse é o caso dos fundos DI com liquidez diária e do Tesouro Selic. O investimento diretamente no Tesouro Selic é outra possibilidade nesse caso. Esse título conta com a garantia do Governo Federal, que é considerado por especialistas o melhor credor que existe no Brasil.

3. Rentabilidade mais consistente

Ter uma rentabilidade mais consistente para o portfólio é a terceira grande vantagem em ter uma boa diversificação nos investimentos. Quando o risco é mitigado apropriadamente, o investidor pode até sofrer quedas em seu patrimônio, mas elas tenderão a ser mais controladas e direcionadas a apenas uma fatia da carteira de investimentos. Na prática, isso significa mais ganhos no médio e longo prazo.

Claro que, para fazer uma boa diversificação, é preciso bastante estudo e pesquisa. Um dos primeiros pontos é entender o seu apetite a risco, para saber exatamente quanto de seu portfólio poderá ficar alocado em cada categoria de investimentos.

Além disso, contar com uma boa assessoria especializada e pronta a auxiliá-lo certamente é um imenso diferencial para fazer as alocações mais assertivas. Afinal de contas, uma assessoria focada em trazer os melhores retornos certamente saberá quais são os produtos que fazem mais sentido em seu momento de vida.

Buscar plataformas abertas também é uma escolha bastante interessante, pois, assim, é possível ter acesso aos melhores produtos do mercado em geral e não apenas de uma instituição financeira específica. Essas plataformas costumam ser focadas exclusivamente em investimentos e não contam com outros produtos que, muitas vezes, trazem pouca ou nenhuma rentabilidade ao investidor e, por consequência, prejudicam o desempenho do portfólio e podem trazer mais riscos de maneira desnecessária.

4. Segurança

A segurança é outro fator importantíssimo na hora de diversificar seus investimentos, até mesmo dentro de uma categoria específica, como é o caso da renda fixa, por exemplo. Títulos de renda fixa como os CDB (Certificados de Depósito Bancário), LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) até um limite de R$ 250 mil por pessoa por instituição financeira.

Esse mecanismo permite que o investidor tenha uma proteção em caso de quebra da instituição financeira emissora desse título, permitindo que ele receba o dinheiro aplicado de volta nessa situação. Assim, uma pessoa que quer alocar R$ 300 mil em renda fixa, por exemplo, não precisa colocar tudo em apenas um banco, mas pode, ao invés disso, dividir seu dinheiro em papéis de três instituições financeiras, protegendo todo seu patrimônio conta esse risco.

Em renda variável, a mesma máxima é verdadeira. Caso você invista todo seu patrimônio em ações de uma única companhia, está sujeito às variações que seu preço pode passar por diversos motivos, como um problema econômico no país, uma crise forte no setor em que esta empresa está inserida, uma forte concorrência de um novo player no mercado ou até mesmo uma gestão inadequada por parte de seus líderes. Por isso, vale a pena buscar várias companhias para investir, ou então encontrar algum fundo de investimento com uma gestão focada em trazer um retorno de acordo com seus objetivos e seu perfil de risco.

Outro tipo de investimento em renda variável que pode ser interessante é a aplicação em COE (Certificado de Operações Estruturadas). Os COE são produtos que permitem que o investidor lucre com a oscilação de determinados índices, papéis ou moedas, entre outros ativos, e, geralmente, contam com capital parcial ou totalmente protegido contra quedas. Essas aplicações, além de poderem trazer mais rentabilidade a uma carteira de investimentos, ainda garantem uma diversificação com segurança para quem tem um menor apetite a risco.

 

Você tem o hábito de diversificar patrimônio? Entendeu por que isso é tão importante? Deixe aqui embaixo nos comentários!

BTG Pactual Digital

O BTG Pactual Digital é uma plataforma de investimentos que tem como missão democratizar as melhores aplicações financeiras para todos os brasileiros e conta com a experiência do maior banco de investimentos da América Latina.